Peripheral chemokine levels in women with recurrent major depression with suicidal ideation

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012-03-01
Autores
Grassi-Oliveira, Rodrigo
Brietzke, Elisa [UNIFESP]
Teixeira, Antonio Lúcio [UNIFESP]
Pezzi, Júlio Carlos
Zanini, Márcio [UNIFESP]
Lopes, Rodrigo Pestana
Bauer, Moisés Evandro
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVE: To compare serum levels of MCP-1/CCL2, RANTES/CCL5, and Eotaxin/CCL11 between female patients with recurrent major depressive disorder (MDD) and healthy controls, verifying if there is a difference in the levels of these mediators between those with or without current suicidal ideation. METHODS: Thirty female outpatients with recurrent MDD were divided in two groups accordingly the presence or absence of suicidal ideation. These groups were compared with 16 healthy controls. Serum levels of MCP-1/CCL2, RANTES/CCL5, and Eotaxin/CCL11 were determined. Depression severity was evaluated by Beck Depression Inventory (BDI). Suicidal ideation was assessed by SCID-I and BDI. RESULTS: Patients with recurrent MDD and healthy controls did not differ in age, socioeconomic status, and education. All patients reported high scores of BDI (mean, SD, n; 29.75, 10.55, 28). Multivariable analysis of covariance adjusted for age and BMI showed that MDD patients with suicidal ideation presented lower levels of MCP-1/ CCL2 and RANTES/CCL5 (p < 0.001) and higher levels of Eotaxin/CCL11 (p = 0.04) compared to healthy controls. These differences remained significant after adjusting for depression severity. CONCLUSION: The findings of this study indicated that the presence of recurrent MDD with suicidal ideation is associated with differences in inflammatory chemokines when compared to those without suicidal ideation.
OBJETIVO: Comparar os níveis séricos de MCP-1/CCL2, RANTES/CCL5 e Eotaxin/CCL11 entre pacientes do sexo feminino com transtorno depressivo maior (TDM) recorrente e controles saudáveis, verificando se há diferença nos níveis desses mediadores entre os indivíduos com ou sem ideação suicida. MÉTODOS: Trinta pacientes do sexo feminino com TDM recorrente foram divididas em dois grupos de acordo com a presença ou ausência de ideação suicida. Esses grupos foram comparados com 16 controles saudáveis. Os níveis séricos de MCP-1/CCL2, RANTES/CCL5 e Eotaxin/CCL11 foram determinados. A gravidade da depressão foi avaliada usando o Beck Depression Inventory (BDI) e a ideação suicida foi avaliada usando o SCID-I e o BDI. RESULTADOS: As pacientes com TDM recorrente e os controles saudáveis não diferiram em idade, status socioeconômico e educação. Todas as pacientes relataram altas pontuações no BDI (média, SD, n; 29,75, 10,55, 28). A análise de covariância multivariada ajustada para idade e de IMC mostrou que as pacientes com TDM e ideação suicida apresentaram níveis mais baixos de MCP-1/CCL2 e RANTES/CCL5 (p < 0,001) e níveis mais elevados de Eotaxin/CCL11 (p = 0,04) em comparação com os controles saudáveis. Essas diferenças permaneceram significantes após o ajuste para gravidade da depressão. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo indicaram que a presença de TDM recorrente com ideação suicida está associada a diferenças nas quimiocinas inflamatórias na comparação com os indivíduos sem ideação suicida.
Descrição
Citação
GRASSI-OLIVEIRA, Rodrigo et al . Peripheral chemokine levels in women with recurrent major depression with suicidal ideation. Rev. Bras. Psiquiatr., São Paulo , v. 34, n. 1, p. 71-75, mar. 2012