Estudo da vascularização neoplásica hepática pela ultrassonografia doppler-duplex colorida

Nenhuma Miniatura disponível
Data
1998
Autores
Bekhor, Daniel [UNIFESP]
Orientadores
Szejnfeld, Jacob [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A diferenciacao das lesoes hepaticas focais vem se constituindo num dos maiores desafios da ultra-sonografia diagnostica e dos outros metodos por imagem, dada a elevada frequencia em que ocorrem e a superposicao de suas caracteristicas morfologicas, o que dificulta sua distincao. A incorporacao do sistema Doppler-duplex colorido aos modernos equipamentos de ultrasonografia abriu um novo horizonte no arsenal diagnostico que visa aumentar a acuracia na caracterizacao dessas lesoes. Em nosso estudo, utilizando a ultrasonografia Doppler-duplex colorida, procuramos determinar criterios quantitativos (analise espectral) e qualitativos (Doppler colorido) para o diagnostico diferencial das principais lesoes hepaticas focais, confirmadas histologicamente. Foram avaliados 41 pacientes sendo 11 deles portadores de hepatocarcinomas, 22 de metastases de origens diversas e oito de hemangiomas hepaticos. A frequencia de pico sistolico medio de hepatocarcinomas (3,96 KHz) mostrou-se superior a de metastases (l,78 KHz) e hemangiomas (O,83 KHz) de forma estatisticamente significante. O indice de resistividade de Pourcelot medio de hepatocarcinomas (O,78) mostrou-se superior em relacao ao de hemangiomas hepaticos (O,55). O indice de pulsatilidade mostrou ser parametro sem valor estatistico para a diferenciacao das lesoes. Na analise qualitativa do padrao de vascularizacao, obsermos uma maior tendencia de os hepatocarcinomas em apresentar o padrao de rede vascular periferica, comparativamente as metastases e hemangiomas. Concluimos ser a frequencia de pico sistolico um parametro util de auxilio na diferenciacao dos tres tipos histologicos de lesoes focais. O indice de resistividade mostrou ser parametro util de auxilio na distincao entre hepatocarcinomas e hemangiomas
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 1998. 142 p. ilustab.