A influência da iodúria na resposta ao tratamento com radioiodo em pacientes com tirotoxicose

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2014-05-26
Autores
Santarosa, Vanessa Aoki [UNIFESP]
Orientadores
Martins, Joao Roberto Maciel Martins [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introduction: Low iodine diet before radioiodine (131I) evaluation for benign and malign thyroid diseases is a practice commonly accepted. Although this procedure has shown advantages in the efficacy of treatment of thyroid remnants after total thyroidectomy in patients with differentiated thyroid carcinoma, it is not well established when it comes to the treatment of benign diseases, particularly the Basedow-Graves´ Disease (BGD) . Objective: To evaluate the efficacy of iodine-restricted diet in the fall of urinary iodine - parameter indicative of low iodine intake - in response to 131I therapy for patients with BGD. Patients and methods: We evaluated 67 patients (59 women) with BGD who were divided into two groups, one in which was guided iodine-restricted diet for 2 weeks and the other instructed to maintain usual diet. Results: The group-oriented restrictive diet showed a 23% decreasing in the level of urinary iodine after 1 week after diet and 42% after 2 weeks. The majority (53%) of those who were on iodine restriction diet had urinary iodine levels consistent with deficiency of iodine intake. However, there was no statistical difference in the cure rate of hyperthyroidism when restrictive diet and usual diet groups were compared at 6 months after 131I. Furthermore, the therapeutic efficacy was not different when patients with different degrees of sufficiency of iodine intake (deficiency, <10 &#956;g/dL, sufficiency, 10 to 29.9 &#956;g/dL; excess, > 30 &#956;g/dL) were compared. Conclusion: This study showed, for the first time, that although the low iodine diet leads to falling levels of urinary iodine, even values compatible with sufficiency or mild excess iodine intake does not compromise the therapeutic efficacy of 131I for BGD.
Introdução: A restrição de iodo na dieta antes do tratamento com radioiodo (131I) é prática comumente aceita na prática médica. Embora tal procedimento tenha mostrado vantagens na eficácia do tratamento de remanescentes tiroidianos pós-tiroidectomia total em portadores de carcinoma diferenciando da tiroide, o mesmo não está bem estabelecido quando se trata do tratamento de doenças benignas, particularmente da Doença de Basedow-Graves (DBG). Objetivo: Avaliar a eficácia da dieta restritiva em iodo na queda da iodúria – parâmetro indicativo de baixa ingestão de iodo – na resposta terapêutica com 131I de pacientes com DBG. Pacientes e métodos: Foram avaliados 67 pacientes (59 mulheres) portadores de DBG com indicação de 131I divididos em dois grupos, um no qual foi orientada dieta restritiva de iodo por 2 semanas e outro orientado a manter dieta habitual. Resultados: O grupo orientado a fazer dieta restritiva mostrou queda de 23% no nível de iodúria após 1 semana de dieta e de 42% após 2 semanas. A maioria (53%) dos que fizeram dieta apresentaram níveis de iodúria condizentes com deficiência de ingestão de iodo. Porém, não foi observada diferença estatística na proporção de cura do hipertiroidismo entre os que fizeram a dieta ou não no 6º mês após o 131I. Além disso, a eficácia terapêutica não foi diferente quando pacientes com diferentes graus de suficiência de ingestão de iodo (deficiência, <10 &#956;g/dL; suficiência, 10-29,9 &#956;g/dL; excesso, >30 &#956;g/dL) foram comparados. Conclusão: O presente estudo demonstrou que embora a dieta restritiva leve à queda dos níveis da iodúria, mesmo valores compatíveis com suficiência ou leve excesso de ingestão de iodo não compromete a eficácia terapêutica da DBG com 131I.
Descrição
Citação
SANTAROSA, Vanessa Aoki. A influência da iodúria na resposta ao tratamento com radioiodo em pacientes com tirotoxicose. 2014. 40 f. Dissertação (Mestrado Profissional) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.