Experiência inicial da Universidade Federal de São Paulo no desenvolvimento e aplicação do implante valvar aórtico transcateter

dc.contributor.advisorFonseca, José Honório de Almeida Palma da [UNIFESP]
dc.contributor.authorSantos, Diego Felipe Gaia dos [UNIFESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.date.accessioned2015-07-22T20:50:12Z
dc.date.available2015-07-22T20:50:12Z
dc.date.issued2009-11-25
dc.description.abstractOBJECTIVE: The aortic valve replacement is a routine procedure, and involves replacement of the native valve/prosthesis. In most of the patients who undergo such procedure the risk is acceptable, but in some cases, such risk can justify contraindication. The minimally invasive transcatheter aortic valve implantation has been viable, with lower morbidity and mortality. The aim of this study was to develop a national catheter-mounted aortic bioprosthesis for aortic position implant. METHOD: After animal studies, 14 patients with high EuroSCORE underwent transcatheter aortic valve implantation. Median age was 75,5 years. Median Logistic EuroSCORE was 43,7%. Four patients presented with disfunctional bioprosthesis, remainig ones presented calcified aortic stenosis (peak transvalvular gradient 79,7 mmHg). After minithoracotomy and under echocardiograph and fluoroscopic control, a balloon catheter was placed on aortic position and inflated. After, a second balloon with valved endoprosthesis was positioned and released under high ventricular rate. Echocardiograph and angiograph controls were performed and the patients were referred to ICU. RESULTS: Implant was feasible in 13 cases. There were no intra-operative deaths. Mortality was 42%. Median peak transvalvular aortic gradient reduced to 25,0 mmHg, and left ventricular function improved in the first 7 post operative days. Paravalvular aortic regurgitation was mild and present in most cases. Platelet count significantly decreased after procedure, but returned to normal values after 30 days. CONCLUSION: The transapical implantation of catheter-mounted bioprosthesis was a feasible procedure. Technical details and learning curve require further discussion.en
dc.description.abstractOBJETIVO: A troca valvar aórtica é procedimento rotineiro, envolve substituição da valva nativa/prótese. Na maioria destes pacientes o risco é aceitável, porém, em alguns casos, o risco predito pode justificar contra-indicação. O implante de valva aórtica minimamente invasivo transcateter tem se mostrado viável e com menor morbi-mortalidade. O objetivo deste trabalho foi desenvolver bioprótese aórtica nacional, montada em cateter, para implante em posição aórtica. MÉTODO: Após desenvolvimento em animais, 14 pacientes com EuroSCORE elevado foram submetidos ao implante. A idade média dos pacientes foi 75,5 anos. O Euroscore logístico médio foi 43,7 %. Quatro pacientes apresentavam disfunção de biopróteses e o restante, estenose aórtica grave com gradiente de pico médio de 79,7 mmHg. Após minitoracotomia e sob controle ecocardiográfico e fluoroscópico, cateter-balão foi posicionado sobre posição aórtica e insuflado. Após, segundo cateter-balão, com endoprótese valvada, foi posicionado e liberado sob alta frequência ventricular ou hipotensão controlada por drenagem sanguínea. Controles angiográficos e ecocardiográficos foram realizados e pacientes encaminhados para UTI. RESULTADOS: O implante foi possível em 13 casos. Não ocorreram óbitos intraoperatórios. A mortalidade geral foi 42%. O gradiente valvar aórtico reduziu de forma significativa para 25,0 mmHg em média, a função ventricular esquerda apresentou melhora significativa nos primeiros 7 dias de evolução. A regurgitação aórtica perivalvar esteve presente na maioria dos casos, porém foi predominantemente leve. A contagem plaquetária reduziu de forma significativa após o procedimento, recuperando seu valor inicial apenas após 30 dias. CONCLUSÃO: O implante de bioprótese transapical montada em cateter mostrou ser procedimento factível. Detalhes técnicos e a curva de aprendizado demandam discussão.pt
dc.description.sourceTEDE
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.format.extent130 p.
dc.identifier.citationSANTOS, Diego Felipe Gaia dos. Experiência inicial da Universidade Federal de São Paulo no desenvolvimento e aplicação do implante valvar aórtico transcateter. 2009. 130 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2009.
dc.identifier.filePublico-00375a.pdf
dc.identifier.filePublico-00375b.pdf
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9612
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso aberto
dc.subjectPrótese biológicapt
dc.subjectCardiac catheterizationen
dc.subjectCardiopulmonary bypassen
dc.subjectCirculação extracorpóreapt
dc.subjectTranscateterpt
dc.subjectTroca valvarpt
dc.subjectAortic valveen
dc.subjectValva aórticapt
dc.subjectCateterismo cardíacopt
dc.subjectPonte cardiopulmonarpt
dc.subjectExtracorporeal circulationen
dc.titleExperiência inicial da Universidade Federal de São Paulo no desenvolvimento e aplicação do implante valvar aórtico transcateterpt
dc.title.alternativeInitial experience of the Federal University of São Paulo in transcatheter aortic valve implanten
dc.typeTese de doutorado
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramCiência Cirúrgica Interdisciplinar - EPM
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 2 de 2
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Publico-00375a.pdf
Tamanho:
1.67 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Publico-00375b.pdf
Tamanho:
1.44 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição: