Show simple item record

dc.contributor.advisorAvila, Clara Regina Brandao De [UNIFESP]
dc.contributor.authorBueno, Gabriela Juliane [UNIFESP]
dc.date.accessioned2022-07-21T15:48:43Z
dc.date.available2022-07-21T15:48:43Z
dc.date.issued2020-02-19
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=9194013
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/xmlui/handle/11600/64147
dc.description.abstractThe aim of the present study was to characterize Brazilian school children in the 5th grade of elementary school based on the level of reading monitoring, according to online and offline procedures, and the cognitive-linguistic skills profile. Method: experimental, prospective, quantitative study approved by CEP/ UNIFESP-HSP. 77 students (49 girls) regularly enrolled in the 5th grade of elementary school at a municipal public school and three private schools in the city of São Paulo were evaluated. To compose the sample, all students were initially screened and selected at a minimum oral reading rate of 91 w.p.m. The evaluation of the ability to monitor reading comprehension was performed based on the task of detecting errors in narrative text: Two syntactic restructuring and two nonwords replaced original corresponding elements of the text. They were asked to read the text out loud paying attention to answer the questions after reading. Then, they were asked if they identified something strange or wrong in the text (offline detection).The evaluator computed the hesitations, errors, lexicalizations, self-corrections, repetitions and rectifications during the reading (online detection) by later analysis of the recordings.The students were grouped based on their performance in the task of offline error detection in the text presented, resulting in the groups: Detection Group: students who, when asked if they noticed something strange in the text, identified at least one of the four modifications inserted. Non-Detection Group: composed of students who did not identify any of the changes inserted in the text. Reading comprehension and its predictive skills were also evaluated - Listening comprehension, vocabulary, syntactic knowledge, memory and reading fluency. The comparisons between the detection groups were made separately using Mann-Whitney or Student’s t-tests, according to the distribution analysis. To assess the joint association of the investigated skills and the detection variables, a model of logistic and nominal regression was adjusted. A significance level of 0.05 was set. Results: Through the comparison analysis, a greater number of repetitions was observed in the reading of syntactic restructuring (online) in the “Detection” group, higher group averages were also observed in the tasks of Reading Comprehension (total score and situation model), Vocabulary, Syntactic Competence and Reading Fluency. The task of oral comprehension (questions of textual connection) showed that the the group “No detection” achieved higher average. There were no differences between groups in any of the memory tasks. Conclusion: The ability to detect structural level inconsistencies in narrative text was present in the 5th year and, less frequently, the application of strategies to repair the break in consistency during reading was observed. In addition, cognitivelinguistic skills were shown to be essential both for reading comprehension and for detecting inconsistencies that interfered with the mental representation of the text.en
dc.description.abstractObjetivo: Caracterizar os escolares brasileiros do 5º ano do Ensino Fundamental a partir do nível em monitoramento da compreensão de leitura, segundo o procedimento online e offline, e o perfil de habilidade cognitivo-linguísticas. Método: estudo prospectivo, transversal, de análise quantitativa, aprovado pelo CEP UNIFESP-HSP – CAAE: 33421614.5.0000.5505 / Parecer: 816.822. Avaliaram-se 77 alunos (49 meninas) regularmente matriculados no 5º do Ensino Fundamental de uma escola da rede pública municipal e três escolas da rede particular da cidade de São Paulo. Para compor a amostra, todos os escolares foram inicialmente triados e selecionados pelo valor de taxa de leitura oral de texto mínima de 91 p.p.m.. A avaliação da habilidade do monitoramento da compreensão de leitura foi realizada a partir de tarefa de detecção de erros em texto narrativo: Duas reestruturações sintáticas e duas não-palavras substituíram elementos correspondentes originais do texto. Foi solicitado que lessem o texto em voz alta prestando atenção para responder às questões após a leitura, quando foram questionados se identificaram algo de estranho ou errado no texto (detecção offline). A avaliadora computou as hesitações, erros, lexicalizações, autocorreções, repetições e retificações durante a leitura (detecção online) por análise posterior das gravações. Os escolares foram agrupados a partir de seu desempenho na tarefa de detecção offline de erros no texto apresentado, resultando nos grupos: Grupo Detecção: escolares que, quando questionados se notaram algo de estranho no texto identificaram, ao menos, uma das quatro modificações inseridas. Grupo Não Detecção: composto por escolares que não identificaram nenhuma das modificações inseridas no texto. Também foi avaliada a compreensão de leitura e suas habilidades preditoras – Compreensão oral, vocabulário, conhecimento sintático, memória e fluência de leitura. As comparações entre os grupos de detecção foram feitas separadamente por meio de testes de Mann- Whitney ou Teste t, segundo análise da distribuição. Para avaliar a associação conjunta das habilidades investigadas e das variáveis de detecção foi ajustado um modelo de regressão logística e nominal. Foi fixado nível de significância de 0,05. Resultados: Por meio da análise de comparação, observou-se maior número de repetições na leitura das reestruturações sintáticas (online) no grupo “Detecção”, também foram observadas médias superiores do grupo nas tarefas de Compreensão de Leitura (escore total e modelo de situação), Vocabulário, Competência sintática e Fluência de leitura. A tarefa de Compreensão oral (questões de conexão textual) mostrou média superior do grupo “Não detecção”. Não foram observadas diferenças entre os grupos em nenhuma das tarefas de memória. Conclusão: A habilidade de detectar inconsistências de nível estrutural em texto narrativo mostrou-se presente no 5º ano e, com menor frequência, observou-se a aplicação de estratégias de reparação da quebra de coerência durante a leitura. Além disso, as habilidades cognitivo-linguísticas mostraram-se essenciais tanto para a compreensão de leitura quanto para a detecção de inconsistências que interferiram na representação mental do texto.pt
dc.format.extent90 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectCompreensãopt
dc.subjectLeiturapt
dc.subjectMonitoramentopt
dc.subjectMetacogniçãopt
dc.subjectEstudos De Linguagempt
dc.titleMonitoramento da compreensão de leitura por tarefa de detecção de inconsistências: medidas online e offlinept
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulopt
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2020)
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramDistúrbios da Comunicação Humana (Fonoaudiologia)pt
unifesp.knowledgeAreaComunicação Humana: Normalidade, Transtornos E Repercussõespt
unifesp.researchAreaDiagnóstico, Prevenção E Intervenção Nos Distúrbios De Linguagem E De Falapt
dc.audience.educationlevelDoutorado


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record