Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/xmlui/handle/11600/62376
Title: Presença do fonoaudiólogo na atenção básica à saúde: análise da oferta de profissionais nas capitais brasileiras (2014-2020)
Other Titles: Presence of the speech-language pathologist in primary health care: analysis of the supply of professionals in brazilian capitals (2014-2020)
Authors: Fiorini, Ana Claudia [UNIFESP]
Costa, Ana Luiza Carvalho [UNIFESP]
http://lattes.cnpq.br/8394268015534879
http://lattes.cnpq.br/7734716272173098
Keywords: Fonoaudiologia
Acesso Efetivo aos Serviços de Saúde
Atenção Primária à Saúde
Estratégia de Saúde da Família
Sistema Único de Saúde
Speech-Language and Audiology
Issue Date: 3-Dec-2021
Publisher: Universidade Federal de São Paulo
Citation: COSTA, A. L. C. Presença do fonoaudiólogo na atenção básica à saúde: análise da oferta de profissionais nas capitais brasileiras (2014-2020). São Paulo, 2021. 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2021.
Abstract: Objetivo. O objetivo deste trabalho foi avaliar a adequação da oferta do profissional de Fonoaudiologia nas equipes de Atenção Básica nas capitais brasileiras. Método. Trata-se de um estudo ecológico a partir de dados secundários obtidos do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS) e analisados no software Excel 2019. A população do estudo foram fonoaudiólogos que atuaram na Atenção Básica no período de 2014 a 2020, sendo as unidades de análise foram as capitais dos estados brasileiros. Para todas as capitais e anos do recorte temporal foram calculados: a média anual de fonoaudiólogo e seu respectivo desvio padrão; a relação de fonoaudiólogos por 10.000 habitantes; a variação proporcional percentual entre 2014 e 2020; e o déficit (absoluto e relativo) de profissionais tendo como base o parâmetro estabelecido de 1 fonoaudiólogo por 10.000 habitantes. Resultados. Os resultados mostram uma baixa oferta de fonoaudiólogos na Atenção Básica em todas as capitais analisadas. A capital do estado do Espírito Santo foi a que apresentou o melhor índice, de 0.39 profissionais por 10.000 habitantes em 2019. A distribuição destes profissionais foi heterogênea e o déficit de profissionais varia acima de 67%. O município de Manaus não apresentou nenhum profissional vinculado a equipes de AB durante todo o período estudado. Na análise consolidada das capitais por Região, a região Sul apresentou as piores ofertas de profissionais, ao passo que a região Sudeste apresentou os melhores índices, mas ainda muito abaixo do recomendado. Conclusão. A baixa oferta desses profissionais na AB gera limitações e restrições no acesso da população aos serviços de fonoaudiologia, comprometendo a resolubilidade e qualidade da assistência nesse nível de atenção. Há necessidade de maiores investimentos nas equipes multiprofissionais de Atenção Básica, sobretudo, na estruturação das equipes de Núcleo Ampliado da Saúde, principal campo do Fonoaudiólogo, a fim de possibilitar uma oferta deste profissional dentro do parâmetros estabelecidos, prezando pela efetivação do serviço de saúde.
Purpose. The objective of this study was evaluate the offer adequacy of the Speech-Language and Audiology professional in Primary Care teams in Brazilian capitals. Method. This is an ecological study based on secondary data obtained from the Information Technology Department of the Unified Health System (DATASUS) and analyzed in Excel 2019 software. The study population were speech therapists and audiologists who worked in Primary Care from 2014 to 2020, and the analysis units being the capitals from Brazilian states. For all capitals and years of the time frame, the following were calculated: the annual average of speech therapists and their respective standard deviations; the ratio of speech therapists per 10.000 inhabitants; the proportional percentage change between 2014 and 2020; and the deficit (absolute and relative) of professionals based on the established parameter of 1 speech therapist per 10.000 inhabitants. Results. The results show a low supply of speech therapists in Primary Care in all analyzed capitals. The Espírito Santo capital had the best index, 0.39 professionals per 10.000 inhabitants in 2019. The distribution of these professionals was heterogeneous and the professionals shortage varies above 60%, which generates limitations and restrictions in the population's access to speech therapy services. Conclusion. There is a need for greater investments in multidisciplinary Primary Care teams, especially in the structuring of the Expanded Health Center teams, the main field of the Speech-Language Pathologist at this level of care, in order to enable an offer of this professional within established parameters, ensuring the effectiveness of the service of health.
URI: https://repositorio.unifesp.br/xmlui/handle/11600/62376
Appears in Collections:Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_ANA_LUIZA_CARVALHO_COSTA.pdf
  Until 2023-01-18
Trabalho de Conclusão de Curso1.67 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.