Transmasculinidades e gravidez: uma análise de políticas públicas em saúde

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-01-13
Autores
Martimiano, Gabrielle Siqueira [UNIFESP]
Orientadores
Silva, Cristiane Gonçalves da [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Este trabalho se debruçou sobre a Política de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher e a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem buscando compreender como as transmasculinidades aparecem nesses documentos, com ênfase na abordagem da gestação para essas pessoas. Com isso, buscou-se compreender o modo como os corpos são lidos e as expectativas que tais políticas trazem para esses corpos como reflexo da sociedade e da reprodução de estereótipos de gênero. Foi feita uma análise documental das citadas políticas a partir da identificação de trechos que discutiam conteúdos de gênero, gravidez, direitos reprodutivos, ou ausência deles para compreender alguns dos desafios para a população transmasculina e os avanços já conquistados. Como resultado do processo, notou-se a falta de medidas específicas que pudessem atender a demanda de gestação dessa população, já que a gravidez foi identificada somente na Política de Atenção Integral à Saúde da Mulher, enfocando mulheres cis. Também como resultado, entende-se a necessidade de reformulação das políticas analisadas, de modo a incluir a população transmasculina e sua perspectiva da saúde reprodutiva de modo a possibilitar, àqueles que desejarem, uma experiência digna de gravidez.
This research focused on the National LGBT Integral Health Policy, the National Women Integral Healthcare Policy and the National Men Integral Healthcare Policy, seeking to understand how transmasculinities appear on these documents, with emphasis on how pregnancy is approached to these people. With this, it was sought to comprehend how bodies are read and the expectations that these policies bring to those bodies as a reflection of society and the reproduction of gender stereotypes. A documentary analysis of the aforementioned policies was carried out based on excerpts that discussed gender, pregnancy, reproductive rights or lack thereof, in order to understand some of the challenges for the transmasculine population and the advances already achieved. As a result of the process, it was noted the lack of specific measures that could attend this population’s gestation demand, since gestation itself was only identified in the National Women Integral Healthcare Policy, focusing on cis women. Also as a result, it is understood the need to reformulate the analyzed policies, in order to include the transmasculine population and their reproductive health perspective to provide, to those who wish, a dignified experience of pregnancy.
Descrição
Citação
MARTIMIANO, Gabrielle Siqueira. Transmasculinidades e gravidez: uma análise de políticas públicas em saúde. 2023. 40 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Psicologia) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2023.
Coleções