Influência dos androgênios na foliculogênese em pacientes com diminuição da reserva ovariana

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022-03-15
Autores
Tarasconi, Bruno Ventura [UNIFESP]
Orientadores
Motta, Eduardo Leme Alves da [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: A diminuição da reserva ovariana representa um desafio crescente no campo da Reprodução Assistida. Uma vez a reserva ovariana mostrando-se marcadamente reduzida, as pacientes acometidas enfrentam redução nas taxas de gravidez, devido à limitada disponibilidade e competência oocitária. As ações dos androgênios são reconhecidamente fundamentais para a foliculogênese. Com base em estudos em animais e humanos, o pré-tratamento com testosterona pode ser uma estratégia adjuvante que agrega valor neste contexto. O presente estudo objetivou investigar se o pré-tratamento com testosterona tem um impacto na expressão gênica das células do cumulus em pacientes com diminuição da reserva ovariana, visando genes específicos envolvidos no recrutamento folicular inicial e na competência oocitária. Métodos: Foram incluídas pacientes abaixo de 42 anos de idade com indicação de FIV apresentando diminuição da reserva ovariana, definida como contagem de folículos antrais ≤ 6 e dosagem de hormônio anti-mülleriano ≤ 1.2 ng/ml, entre maio/2018 e agosto/2019. A técnica de randomização estratificada foi utilizada, alocando os sujeitos de pesquisa entre o grupo testosterona (que recebeu pré- tratamento com testosterona gel transdérmica 1% 25 mg ao dia; N=9) e o grupo controle (que recebeu diretamente a estimulação ovariana padrão; N=9). Células do cumulus foram coletadas após a captação de oócitos, o RNA foi extraído e a técnica de RT-qPCR foi conduzida de forma a avaliar a expressão gênica diferencial de membros das vias AKT de sinalização celular (AKT1, FOXO1, FOXO3, PTEN), via mTOR de sinalização celular (mTOR, TSC1, TSC2), IGF1, AMH, FSHR. Resultados: Os parâmetros dos ciclos de FIV, o desenvolvimento embrionário e os desfechos de gestação foram similares entre os grupos estudados. A análise da expressão gênica mostrou que pacientes do grupo testosterona mostraram uma tendência à inibição da via AKT de sinalização celular (representada pela subexpressão dos genes AKT1, FOXO1 e FOXO3, e pela superexpressão de PTEN), assim como uma tendência à subexpressão de IGF1, AMH e FSHR quando comparadas com pacientes controle. Entretanto, as diferenças não foram estatisticamente significativas. Componentes da via mTOR de sinalização celular (mTOR, TSC1, TSC2) exibiram um perfil de expressão gênica similar entre os grupos. Conclusões: O pré-tratamento com vii testosterona em pacientes com diminuição da reserva ovariana influencia a expressão gênica nas células do cumulus exibindo um perfil favorável, possivelmente associado a maiores chances de concepção. A assinatura de expressão gênica observada infere a promoção de parada da proliferação celular e favorecimento da apoptose. Presumivelmente, células do cumulus relacionadas a oócitos competentes parecem decidir o seu destino (apoptose) após completarem o papel de sustentar o desenvolvimento oocitário bem-sucedido durante o recrutamento folicular cíclico.
Objective: Diminished ovarian reserve represents an increasing and challenging condition in the field of assisted reproductive technology. Once ovarian reserve has diminished markedly, patients face lower pregnancy rates due to limited oocyte availability and competence. Androgens’ actions are recognized as instrumental in folliculogenesis based on animal and human studies, thus testosterone pretreatment might be a value-added adjuvant strategy in this context. We aimed at investigating whether testosterone pretreatment has an impact on gene expression of cumulus cells in diminished ovarian reserve patients, targeting elected candidate genes involved in initial follicle recruitment and oocyte competence. Methods: Study population consisted of patients under 42 years-old presenting for IVF with diminished ovarian reserve, defined as antral follicle count ≤ 6 and anti-müllerian hormone ≤ 1.2 ng/ml, between may/2018 and august/2019. Stratified randomization was performed and subjects were allocated into testosterone group (receiving transdermal testosterone gel pretreatment 1% 25 mg daily; N=9) or control group (receiving directly standard ovarian stimulation; N=9). Cumulus cells were collected following oocyte retrieval, RNA was extracted and RT-qPCR was conducted to evaluate gene expression differences including members of AKT signaling pathway (AKT1, FOXO1, FOXO3, PTEN), members of mTOR signaling pathway (mTOR, TSC1, TSC2), IGF1, AMH and FSHR. Results: IVF cycle parameters, embryo development and pregnancy outcomes were similar between studied groups. Testosterone group showed a trend towards inhibition of AKT signaling pathway (represented by down-regulated AKT1, FOXO1 and FOXO3 and up-regulated PTEN), as well as a trend of lower expression of IGF1, AMH and FSHR as compared to controls, albeit not statistically significant. mTOR signaling pathway components (mTOR, TSC1, TSC2) displayed a similar expression profile between groups. Conclusions: Testosterone pretreatment in DOR influences gene expression in cumulus cells displaying a favorable profile possibly linked to better chances of conception. The observed gene expression signature infers the promotion of proliferation arrest and increased apoptosis. Reasonably, cumulus cells related to competent oocytes might decide their fate (apoptosis) after completing their role in sustaining oocyte development during cyclic follicular recruitment. ix
Descrição
Citação
TARASCONI, B.V. Influência dos androgênios na foliculogênese em pacientes com diminuição da reserva ovariana. São Paulo, 2022. 82 f. Tese (Doutorado em Ginecologia) - Escola Paulista de Medicina (EPM, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2022.