Análise da bacteremia na vigência de obstrução do cólon esquerdo em ratos submetidos a lavagem mecânica anterograda transoperatória

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2003
Autores
Nunes, Benicio Luiz Bulhões Barros Paula [UNIFESP]
Orientadores
Saad, Sarhan Sydney [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A conduta a ser tomada diante dos quadros de obstrucao do colon esquerdo ainda e controversa: Operacao de Hartmann; resseccoes do colon com confeccao de colostomia e fistula mucosa; colostomias derivativas ou colectomias totais ou subtotais com ileoretoanastomose. Isto implica na confeccao de estoma ou na realizacao de cirurgias extensas com anastomoses excluindo o colon esquerdo. Sendo assim, alguns autores propuseram a realizacao de lavagem mecanica transoperatoria como metodo de preparo do colon, possibilitando a realizacao de anastomose primaria no colon esquerdo. Entretanto, sera que esta forma de preparo do colon nessas situacoes nao implica na disseminacao de bacterias na corrente sanguinea? Com o objetivo de determinar, num modelo experimental de obstrucao do colon esquerdo, a associacao entre bacteremia e lavagem mecanica anterograda transoperatoria do colon, 40 ratos Wistar, machos, com idade entre 90 e 120 dias, foram submetidos a uma laparotomia, onde foram randomizados e alguns obstruidos. Apos 72h, todos os animais foram relaparotomizados, com realizacao de novo sorteio para definir quais animais seriam submetidos a limpeza mecanica anterograda transoperatoria. Depois da coleta de sangue para pesquisa de aerobios e anaerobios, todos os animais foram sacrificados. Desta forma, os animais foram distribuidos aleatoriamente em quatro grupos: A obstrucao intestinal e limpeza mecanica colonica; B - obstrucao intestinal e sem limpeza mecanica colonica; C - sem obstrucao intestinal e com limpeza mecanica colonica; e D - sem obstrucao intestinal e sem limpeza mecanica colonica (grupo sham). Ao analisar os resultados, nao se verificou bacteremia nos animais do grupo sham. Ja no grupo C, o numero de animais com crescimento bacteriano nas hemoculturas foi de tres (30 por cento), enquanto 40 por cento dos animais do grupo B tiveram hemoculturas positivas (quatro animais). No grupo A, oito animais apresentaram hemoculturas positivas, correspondendo a 80 por cento dos ratos deste grupo, sendo a analise de variancia estatisticamente significante (p=0,0029). Verificou-se que o risco relativo de um animal com obstrucao intestinal desenvolver bacteremia foi quatro vezes maior que aquele sem obstrucao (RR: 4,00; ICs5 por cento:1,33 - 12,05). Ao se analisar apenas o fator lavagem mecanica, este risco foi 2,75 vezes maior naqueles animais submetidos a este procedimento (RR: 2,75; ICss por cento:1,05 - 7,20). Pode-se concluir que, neste modelo experimental: a obstrucao intestinal aumenta em quatro vezes o risco de bacteremia, a lavagem aumenta em quase tres vezes a chance de disseminacao de bacterias na corrente sanguinea, o que justifica o porque da presenca de bacteremia em maior incidencia nos animais com obstrucao e lavagem
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2003. 57 p.
Coleções