Comparação da capacidade funcional entre idosos com infarto do miocárdio prévio em uso de betabloqueador e idosos sem cardiopatia clinicamente evidente por meio do teste cardiopulmonar

dc.contributor.advisorCarvalho, Antônio Carlos Camargo [UNIFESP]
dc.contributor.authorAraujo, Clenia Oliveira [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:04:09Z
dc.date.available2015-12-06T23:04:09Z
dc.date.issued2003
dc.description.abstractA capacidade funcional declina progressivamente com o envelhecimento, devido a diminuicao da resposta a estimulacao -adrenergica. Embora o uso de -bloqueadores apos infarto do miocardio reduza a morbimortalidade tanto a curto quanto a longo prazo, alguns estudos, sugerem que estes medicamentos podem reduzir a capacidade de exercicio destes individuos. 0 nosso estudo foi transversal, e avaliou 30 individuos entre 65 a 87 anos (idade media de 76.03 ±4,75 anos), de ambos os sexos (60 por cento mulheres), que comparou a capacidade funcional por meio do teste cardiopulmonar, entre 14 idosos com infarto do miocardio (IM) previo documentado, sem sinais ou sintomas de insufiCiência cardiaca em uso de -bloqueador  3 meses (Grupo I) e 16 idosos sem cardiopatia clinicamente evidente (Grupo II). As doses dos -bloqueadores foram suficientes para manter a frequencia cardiaca entre 55 a 60 batimento por minuto. Nao houve diferenca estatisticamente significante entre os grupos, relacionados a idade, sexo, indice de massa corporea e nivel de atividade fisica. Os resultados da analise metabolica e hemodinamica nao mostraram diferenca estatisticamente significante entre os grupos quanto ao consumo de oxigenio )pico (V02pico) e ao limiar anaerobio. Houve diferenca apenas em relacao a frequencia cardiaca e duplo produto, secundaria ao uso de betabloqueador nos pacientes infartados. Os nossos resultados demonstram que a capacidade de exercicio de idosos infartados em uso prolongado de -bloqueadores, com toses adequadas, foi semelhante a de idosos sem cardiopatia clinicamente vidente, sugerindo que os (-bloqueadores podem nao interferir negativamente - a capacidade funcional de idosos apos infarto do miocardiopt
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-12-06T23:04:09Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2003en
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
dc.format.extent95 p.
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2003. 95 p.
dc.identifier.fileepm-11295.pdf
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19632
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectInfarto do Miocárdiopt
dc.subjectAgonistas Adrenérgicos betapt
dc.titleComparação da capacidade funcional entre idosos com infarto do miocárdio prévio em uso de betabloqueador e idosos sem cardiopatia clinicamente evidente por meio do teste cardiopulmonarpt
dc.title.alternativeThe comparison of the exercice capacity in elderly post-myocardial infarction patients receiving beta-blocers with that elderly subjects without evidence of heart disease, measured by cardiopulmonary testingen
dc.typeDissertação de mestrado
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramMedicina (Cardiologia)
Arquivos