Michigan Appropriateness Guide for Intravenous Catheters in Pediatrics – miniMAGIC Brasil: tradução para a língua portuguesa

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022-07-19
Autores
Felipe, Marcelle Di Angelis Ambar [UNIFESP]
Orientadores
Pedreira, Mavilde da Luz Gonçalves [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
INTRODUÇÃO: Para alcançar o sucesso na terapia intravenosa é necessário escolher o melhor dispositivo de acesso vascular. Para apoiar enfermeiros e médicos na determinação do tipo de dispositivo foi proposto o Michigan Appropriateness Guide for Intravenous Catheters in Pediatrics (miniMAGIC). OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi realizar a tradução do miniMAGIC para a língua portuguesa do Brasil. MÉTODO: Estudo metodológico realizado em cinco etapas: traduções iniciais; síntese das traduções; retrotraduções; avaliação das retrotraduções pela autora do instrumento; e avaliação por comitê de especialistas. O comitê foi composto de cinco enfermeiros e médicos que atendessem aos critérios de inclusão: possuir pós-graduação stricto sensu e experiência em acesso vascular e pediatria. Para análise de adequação semântica, idiomática, experiencial e conceitual de cada item do instrumento, foi empregada escala tipo Likert graduada em 1, como “não equivalente”; 2 “pouco equivalente”; 3, “não sei avaliar”;4, “bastante equivalente”; 5, “totalmente equivalente”. Os termos majoritariamente analisados como negativos quanto à equivalência e com pontuação inferior a 20 foram revisados e submetidos a nova análise segundo a Técnica Delphi, até que o consenso fosse alcançado. Os resultados obtidos foram armazenados em planilhas eletrônicas e tratados com análise do índice de concordância mínimo de 0,80. RESULTADOS: O conteúdo de todos os guias, que receberam nomeação de miniMAGIC Brasil, alcançou índice de concordância mínimo, segundo julgamento por comitê de especialistas, após duas etapas de avaliação. Os termos “Compatível com infusão periférica”, “Incompatível com infusão periférica”, “Dispositivo adequado”, “Dispositivo adequado: Superior”, “Adequação do dispositivo: inferior”, “Lactentes Hospitalizados” e “Fisiologia univentricular” não foram validados na primeira etapa, atingindo consenso na segunda com modificação dos termos para “Compatível em acesso periférico”, “Incompatível em acesso periférico”, “Adequação do dispositivo”, “Adequação do dispositivo: Superior, superior do corpo”, “Adequação do dispositivo: Inferior, inferior do corpo”, “Lactentes hospitalizados (≤ 1 ano)”, “Fisiologia funcionalmente univentricular”. Todos os guias obtiveram índice de concordância ao final de 0,91. CONCLUSÃO: O guia miniMAGIC Brasil obteve índice de concordância dos termos segundo análise da adequação da tradução após duas etapas, estando finalizado para ser submetido a novas etapas de validação e testagem de uso na prática clínica.
Descrição
Citação