Ensino de ciências nos anos iniciais, literatura infantil e alfabetização científica: quais aproximações possíveis?

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2021-02-24
Autores
Vivot, Lucas Marino [UNIFESP]
Orientadores
Azevedo, Maria Nizete de [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Este trabalho discute a relação entre o ensino de ciências e a literatura infantil e sobre possíveis contribuições dessa relação para a alfabetização científica. A alfabetização científica é entendida no processo que contempla a educação científica, o letramento, a construção do ser histórico e social. As discussões no âmbito deste trabalho são apoiadas na perspectiva histórico-cultural, tomando a escola e as aulas de ciências como o ambiente social de aprendizagem e de trabalhos investigativos. Este trabalho está vinculado a um projeto mais amplo de parceria colaborativa universidade e escola pública da FAPESP (2018/16585-1). A pesquisa, de caráter qualitativo e interpretativo, foi baseada na análise de: relatos de reuniões entre professoras da escola parceira e professores da universidade; caderno de campo e nas ações didáticas de uma atividade de ensino planejada e desenvolvida de maneira colaborativa com professoras do 1º ano de escolarização de uma escola pública paulista no período de ensino remoto, durante a pandemia de Covid-19. Para a atividade de ensino, intitulada “De onde vêm as frutas?” foi selecionado o livro “Juca Pé de Fruta”, com diferentes ações didáticas que contemplavam o ensino de ciências em contexto de alfabetização na língua materna. Os colaboradores do projeto incentivam maior introdução dos conteúdos de ciências, e suas relações com os livros infantis, que já eram frequentemente lidos pelas professoras. Diversos procedimentos tiveram a mediação com as famílias, como a confecção do desafio de plantar uma semente de feijão, no registro do diário da germinação da semente e crescimento da planta, nas fotografias e vídeos desses fatos. A análise dessas ações didáticas mostrou como resultados elementos que privilegiaram o ensino de ciências por investigação, com questões problematizadoras e ações procedimentais; introdução da linguagem científica; na medida do possível, o se expressar pelas crianças por meio de áudios, vídeos e imagens enviadas pelas famílias; incentivo à leitura e a escrita, a construção do ser social nos diálogos e as trocas de saberes. A leitura e uso da literatura infantil funcionaram como um importante instrumento desencadeador da atividade, mostrando que é possível uma aproximação do ensino de ciências com a alfabetização científica em contexto alfabetização na língua materna e de letramento.
This paper aims to discuss the relationship between science education and children's literature and the possible contributions of this relationship to scientific literacy. Scientific literacy consists in the process of contemplating scientific education, literacy, the construction of the historical and social being. Discussions within the scope of this paper are supported in the historicalcultural perspective, taking the school and science classes as the social environment for learning and investigative work. This paper is linked to a broader university collaborative partnership Project and FAPESP public school (2018/165851). The research was based on the analysis of reports of meetings held by the elementary school faculty and college professors; field notebook and the didactic actions of a teaching activity planned and developed in a collaborative way with teachers from the 1st year of elementary school at a public school in São Paulo in the remote teaching period, during the Covid19 pandemic. For the teaching activity, entitled “Where do the fruits come from?” the book selected was “Juca Pé de Fruta”, with different didactic actions that contemplate the scientific approach in the context of literacy in the native language. The analysis of these didactic actions showed as results elements that favored the teaching of science by investigation, with problematizing issues and procedural actions; introduction of scientific language; as far as possible, expressing oneself through audios, videos and images sent by families; encouraging reading and writing, the construction of the social being in dialogues and the exchange of knowledge. The children's book used was conceived as an important sign in the science teaching and learning process, presenting potential as a means of mediation and mobilization of all the involved. The reading and using of children's literature acted as an important trigger for the activity, showing that it is possible to bring science teaching and scientific literacy together in the context of literacy in native language.
Descrição
Citação
VIVOT, L. M. Ensino de ciências nos anos iniciais, literatura infantil e alfabetização científica: quais aproximações possíveis? 2021. 47 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Ciências) - Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas, Universidade Federal de São Paulo, Diadema, 2021.