Entre o Barroco e o Neoclássico: Arte no Brasil de D. João VI

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2021-09-28
Autores
Filho, William Vicari [UNIFESP]
Orientadores
Tavares, André luiz
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O período joanino, de 1808 a 1821, foi amplamente estudado pela historiografia, sendo entendido como a gênese do Brasil Nação e um momento propicio ao desenvolvimento técnico, cultural e econômico. Nesse mesmo recorte temporal, em 1816, temos a chegada da comitiva de artistas que viriam a fundar uma academia de Belas Artes nos moldes franceses. Ao abordar a questão dos artistas recém-chegados, a historiografia deixa uma lacuna sobre a produção nacional do período, dentre a qual se encontra o artista fluminense Manoel Dias de Oliveira. Através de uma análise biográfica e de sua produção, tal pesquisa visou entender seu papel no desenvolvimento das belas artes e da educação artística nacional, chegando à conclusão de que se tratou de uma figura pioneira no cenário em que atuou, tanto como pintor quanto professor, sendo substituído apenas por não conseguir suprir as necessidades do momento histórico, que ansiava por uma estrutura de maior alcance.
Descrição
Citação