Estudo da associação genética de polimorfismos nos genes do receptor de angiotensina II tipos 1 (A168G) e 2 (T1247G e A5235G) ao carcinoma mamário em uma amostra da população de mulheres brasileiras.

dc.contributor.advisorFacina, Gil [UNIFESP]
dc.contributor.authorWolgien, Maria Del Carmen Garcia Molina [UNIFESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.date.accessioned2015-12-06T23:46:30Z
dc.date.available2015-12-06T23:46:30Z
dc.date.issued2013
dc.description.abstractVarios canceres tem sido associados aos polimorfismos do sistema reninaangiotensina (SRA). No nosso estudo, objetivamos avaliar uma possivel associacao entre os polimorfismos nos genes do receptor de Angiotensina II tipo 1 denominado de AGTR1 (A168G) e tipo 2 denominado de AGTR2 (T1247G e A5235G) ao carcinoma mamario. Foram genotipadas 444 mulheres no total (N=234 mulheres do grupo de estudo portadoras de cancer de mama; N= 210 mulheres saudaveis do grupo controle) para a analise da distribuicao genotipica. As participantes tinham entre 26 e 90 anos e nao houve diferenca nos resultados quanto as variaveis menopausa e raca. Foram obtidas as seguintes distribuicoes genotipicas (em %): AGTR1 (A168G) - AA, AG, GG = 63; 23; 14 (grupo de estudo) e 63; 17; 20 (grupo controle) respectivamente (p= 0,29); AGTR2 (T1247G) - TT, TG, GG = 84; 13; 03 (grupo de estudo) e 81; 18; 01 (grupo controle) respectivamente (p = 0,39); AGTR2 (A5235G) - AA, AG, GG = 21; 44; 35 (grupo de estudo) e 20; 27; 53 (grupo controle) respectivamente (p = 0,021*). As portadoras do genotipo AA/AG apresentaram risco de 2,1 vezes maior de desenvolver o cancer de mama em comparacao com as portadoras do GG [O.R.= 2,1 com 95% C.I. (1,19-3,69); p=0,0152*. O genotipo GG pareceu ser protetor contra o cancer de mama. Todos os polimorfismos avaliados estavam condicionados com associacao a variaveis clinicas estudadas, sendo que estes SNPs poderiam estar correlacionados com o prognostico. Alem disso, o estudo do polimorfismo do gene do receptor de Angiotensina II tipo 2 (AGTR2; A5235G) como potencial marcador genetico de risco de cancer de mama deveria ser considerado em populacao de mulheres brasileiraspt
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
dc.format.extent211 p.
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2013. 211 p.
dc.identifier.fileepm-4062715174958.pdf
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23026
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectHumanospt
dc.subjectFemininopt
dc.subjectNeoplasias da Mamapt
dc.subjectNeoplasias da Mama/genéticapt
dc.subjectSistema Renina-Angiotensinapt
dc.subjectReceptor Tipo 1 de Angiotensinapt
dc.subjectReceptor Tipo 2 de Angiotensinapt
dc.subjectPolimorfismo de Nucleotídeo Únicopt
dc.subjectPolimorfismo Genéticopt
dc.subject.decsHumanospt
dc.subject.decsFemininopt
dc.titleEstudo da associação genética de polimorfismos nos genes do receptor de angiotensina II tipos 1 (A168G) e 2 (T1247G e A5235G) ao carcinoma mamário em uma amostra da população de mulheres brasileiras.pt
dc.title.alternativeGenetic association study of angiotensin II receptor types 1(A168G) and 2 (T1247G and A5235G) polymorphisms in breast carcinoma among sample of population of brazilian womenen
dc.typeTese de doutorado
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramGinecologia/Mastologia
Arquivos