Implicações gerais sobre a medicalização de crianças na Educação Infantil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2021
Autores
Camargo Peña, Marlene Aparecida
Orientadores
Freitas, Marcos Cezar de
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A pesquisa investiga as implicações gerais sobre a medicalização de crianças na educação infantil. A pesquisa objetiva definir a medicalização e como ela ocorre na educação infantil principalmente. Busca ainda destacar as desvantagens da prática de medicalização em crianças sem o devido diagnóstico, bem como compreender as consequências de tal prática para o aprendizado e para a saúde das crianças. Foi adotada como metodologia a pesquisa bibliográfica, na qual foi realizada a leitura crítica, a redação de resumos e paráfrases das obras pertinentes ao enfrentamento do tema e à comprovação das hipóteses. Esta pesquisa constatou que crianças e adolescentes têm sido diagnosticadas com verificações as mais diversas sobre a presença de síndromes e transtornos considerados responsáveis por comportamentos individuais incompatíveis com a dinâmica de trabalho da sala de aula. Além disso, para entender a definição da medicalização infantil na prática, basta observar essas críticas para entender que o termo está voltado para uma ação irregular e muitas vezes até mesmo irresponsável, onde os diagnósticos a respeito do comportamento da criança revelam na verdade uma disfunção da prática pedagógica que vem sendo adotada para suprimir o desenvolvimento do comportamento infantil quando este não atende aos padrões exigidos e tidos como “normais”.
Descrição
Citação
Coleções