Caracterização de comportamentos hedônicos em um modelo animal de esquizofrenia: a linhagem shr (spontaneously hypertensive rat)

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2015-10-31
Autores
Gouvea, Douglas Albuquerque [UNIFESP]
Orientadores
Abilio, Vanessa Costhek [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Caracterizar o comportamento hedônico consumatório e antecipatório na linhagem SHR e estender a avaliação do comportamento social da linhagem. Métodos: Para a caracterização do comportamento hedônico consumatório foi utilizado o Teste de Preferência por Sacarose em duas versões diferentes, permitindo uma análise pontual (Protocolo 1) e outra prolongada (Protocolo 2) do comportamento. Foi calculada porcentagem de preferência pela sacarose em relação a água através da mensuração do consumo de sacarose em ambos os protocolos. Com relação a caracterização do comportamento antecipatório foram utilizados os Testes de Contraste Positivo e de Contraste Negativo. A capacidade do animal antecipar e adaptar seu comportamento ao novo estímulo foi avaliado pelo tempo de consumo da solução de sacarose. Para estender a avaliação do comportamento social foi utilizado o Teste de Investigação Social. Foi observado o tempo de investigação entre o estímulo social e o estímulo neutro apresentado. Em todos os testes os animais SHR tinham de 3 a 5 meses e foram comparados com a linhagem Wistar como controle. Resultados: Ambos os testes de Preferência por Sacarose revelaram um aumento da preferência por sacarose em relação a água (estímulo neutro). Sendo que observou-se um possível déficit na linhagem SHR na capacidade de atribuir um valor a recompensa no protocolo 1. Já no protocolo 2 a linhagem SHR apresentou uma preferência continua pela sacarose, enquanto que a linhagem Wistar demonstrou um desinteresse pela sacarose ao longo do tempo. Os testes de contraste a principio evidenciaram que tanto a linhagem Wistar quanto a linhagem SHR percebem a mudança no valor da recompensa, contudo a linhagem SHR parece apresentar um consumo mais elevado quando a sua expectativa é mais baixa. Além disso, parece que os SHR não captam mudanças mais sutis nos valores de recompensa esperadas. O teste de investigação social apontou um déficit na investigação social, apresentando menor interesse e motivação ao investigar um estímulo social novo, quando comparado ao grupo controle. Conclusões: A caracterização dos comportamentos hedônicos na linhagem SHR revelou alterações no comportamento consumatório, a linhagem prefere mais a sacarose, que os Wistar. E parece perceber estímulos prazerosos de grande valência de forma errônea, atribuindo uma saliência exacerbada dele. Essas características podem modelar alterações em portadores de esquizofrenia, já que o ser humano com esse transtorno parece dar saliências erradas a estímulos ambientais. O déficit na investigação social, vai de encontro com dados prévios de nosso modelo, e fortalece a capacidade de mimetizar a sintomatologia negativa presente na esquizofrenia.
Descrição
Citação
GOUVEA, Douglas Albuquerque. Caracterização de comportamentos hedônicos em um modelo animal de esquizofrenia: a linhagem shr (spontaneously hypertensive rat). 2015. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.