Morte persona non grata: Enunciações e formação humana

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2024
Autores
Santos, Claudemir Lima dos
Orientadores
Tipo
Livro
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
“Oh, que farei, Utnapishtim, para onde irei? O ladrão da noite já se apoderou do meu corpo, a morte habita o meu espaço; encontro a morte onde quer que pouse meus pés.” -- Gilgámesh A obra a seguir é resultado de um caminho percorrido ao lado de Marcia Romero desde a graduação em Pedagogia até a dissertação de mestrado na Unifesp Guarulhos. Diante do meu fascínio com a Morte personificada na literatura, Marcia propôs um estudo sobre a personagem em livros e enunciações, de forma que entre cânones literários, ditados populares, frases jornalísticas e expressões cotidianas, procurássemos por MORTE, suas significações e sentidos. Em meio a isso, uma pandemia. Em meio a pandemia, parentes e amigos experienciando a morte da única maneira possível: morrendo. E estar à morte é uma experiência solitária, pessoal e intrasferível. O grande momento da vida: ninguém morre por você. A morte é um lugar que é só teu e, enquanto você não ocupá-lo, ninguém o ocupará. Humanizar o fenômeno, transformando-o em personagem ou enunciá-lo no cotidiano seriam formas de manter por perto aquilo que não querermos vivenciar, mas que inevitavelmente vivenciaremos? Como nossa relação social e cultural com a morte influencia nossa formação humana? Foi uma odisseia em busca de como textos literários e enunciados colaboram com a formação humana e compreensão de mundo. O resultado deste caminhar é a dissertação “Morte: Persona non grata? Enunciações e Formação Humana”, escolhida para representar o Programa de Pós Graduação em Educação e Saúde (PPGESIA) da Unifesp Guarulhos no prêmio EFLCH/Unifesp de melhores dissertações 2022. Somos gratos a todos os envolvidos e seguimos o caminho sobre o tema, rumo a uma nova pesquisa – ou continuação dela, mas em outra seara? – pois naturalmente ele não se esgota apenas em um fôlego que é a vida e, até o presente momento, há tempo e espaço para vivermos essa busca sobre todos nós.
Descrição
Citação
Santos, C. L. (2024). Morte persona non grata: Enunciações e formação humana. UNIFESP. https://doi.org/10.34024/9786585919173
Coleções