Assistência e diretrizes ao paciente diagnosticado com linfedema, por meio de um aplicativo móvel para autogestão de sua doença

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-11-30
Autores
Venafre, Fernanda Feijoeiro [UNIFESP]
Orientadores
Song, Elaine Horibe [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introdução: O linfedema é uma doença crônica que causa morbidade. A disparidade entre diagnóstico, tratamento e financiamento da doença dificultam o gerenciamento do linfedema pelo paciente. Objetivo: Desenvolver um aplicativo móvel ao paciente diagnosticado com linfedema para a assistência e autogestão da sua doença. Método: A metodologia aplicada foi o Design Thinking, cujas etapas são: descobrir, definir, desenvolver e entregar. Na etapa “Descobrir”, foi realizada busca de anterioridade, levantamento bibliográfico e aplicação do questionário a 30 pacientes com linfedema. Em “Definir” as informações obtidas definiram o problema, identificado como a autogestão da doença. Em “Desenvolver”, reuniões de brainstorming foram realizadas para desenvolver um aplicativo que atendesse às necessidades. Na fase “Entregar”, um protótipo do aplicativo digital foi entregue aos participantes do estudo para avaliação de usabilidade, definição do conteúdo e das características do funcionamento. Resultados: Na etapa “Descobrir”, foram entrevistados 30 pacientes e 63% deles classificaram o tema “gerenciamento do linfedema” como o mais relevante. Em “Definir”, evidenciou-se a carência de suporte e diretrizes para o controle do linfedema. Em “Desenvolver”, foi desenvolvido o aplicativo “Dema” e suas funcionalidades para o autocuidado diário, vídeos explicativos e condutas terapêuticas adotadas na autogestão do linfedema. Na fase “Entregar” o protótipo do aplicativo foi analisado pelos participantes, sugestões de melhorias e inclusão de notificações foram acatadas. Em seguida o aplicativo foi disponibilizado nas lojas de aplicativos para Android e iOS. Conclusão: Foi desenvolvido o aplicativo “Dema” ao paciente com linfedema, para a assistência e a autogestão de sua doença.
Introduction: Lymphedema is a chronic disease that causes morbidity. The disparity between the diagnosis, treatment, and funding of the disease complicates the management of lymphedema by the patient. Objective: Develop an app to the patient diagnosed with lymphedema to manage their disease. Method: The applied methodology was Design Thinking, which includes the stages of discovering, defining, developing, and delivering. In the "Discover" stage, a search for previous studies, literature review, and a questionnaire application to 30 lymphedema patients were conducted. The information obtained in the "Define" stage defined the problem, identified as self-management of the disease. In the "Develop" stage, brainstorming meetings were held to develop a mobile application that met the identified needs. In the "Deliver" phase, a prototype of the digital application was provided to the participants for usability evaluation, content definition, and operational characteristics. Results: In the "Discover" stage, 30 patients were interviewed, and 63% of the respondents classified "lymphedema management" as the most relevant topic. In the "Define" stage, lack of support and guidelines for lymphedema control was identified as the main problem among interviewees. In the "Develop" stage, the "Dema" application and its functionalities for daily self-care, explanatory videos, and therapeutic guidelines for self-management of lymphedema were developed. In the "Deliver" phase, the application prototype was analyzed by the participants, suggestions for improvements and the inclusion of notifications were implemented. Subsequently, the application was made available in the Android and iOS app stores. Conclusion: The "Dema" mobile application was developed for patients with lymphedema for self-management of their disease.
Descrição
Citação
VENAFRE, Fernanda Feijoeiro. Assistência e diretrizes ao paciente diagnosticado com linfedema, por meio de um aplicativo móvel para autogestão de sua doença. 2023. 114 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ciências, Tecnologia e Gestão Aplicada à Regeneração Tecidual) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). São Paulo, 2023.