Custo aluno do Programa Escola de Tempo Integral em Mogi das Cruzes/SP

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-08-30
Autores
Paula, Kennedy José de
Orientadores
Jacomini, Márcia Aparecida
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O ensino em tempo integral requer maior aporte de recursos financeiros que o ensino em tempo parcial e, no Brasil, muitas das propostas de ensino em tempo integral foram marcadas por rupturas e descontinuidade. A Meta 6 do Plano Nacional de Educação 2014-2024, Lei nº13.005/2014, propõe a ampliação da oferta de vagas em tempo integral na Educação Básica para alcançar 50% de escolas e 25% de alunos, implicando em maiores investimentos de recursos financeiros. Assim, com a finalidade de contribuir com o conhecimento e o debate sobre o financiamento da escola em tempo integral, nesta pesquisa estudamos o financiamento da proposta de educação integral em tempo integral da rede municipal de Mogi das Cruzes. Criado em 2009, o Programa Escola de Tempo Integral (ETI) possui 14 anos de funcionamento e atualmente (2023) conta com 30 escolas, atendendo aproximadamente 10 mil alunos no Ensino Fundamental. Queremos saber se o município de Mogi das Cruzes consegue arcar com o custo da ampliação da jornada de tempo integral para toda etapa do Ensino Fundamental. O objetivo da pesquisa é analisar o financiamento do programa, dimensionar o custo aluno desta experiência de ensino no ano de 2019 (último ano antes da pandemia), tendo em vista uma compreensão da concepção de educação integral do programa e como ele está sendo implementado. Sobre educação integral e experiências de escola em tempo integral dialogamos com os trabalhos de Paro (1988), Cavaliere e Coelho (2002), Coelho (2009), Cavaliere (2007, 2009 e 2010) e Maurício (2014). Foi utilizada metodologia quanti-qualitativa, envolvendo análises estatísticas, estudo documental e bibliográfico. O cálculo do custo aluno pautou-se na metodologia do Custo-Aluno Qualidade (CAQ) desenvolvida por Carreira e Pinto (2007) e Campanha (2018). Conclui-se que o custo aluno em tempo integral é 33% superior a jornada parcial, e que com relativo esforço financeiro pode-se ampliar e atingir 50% das escolas do Ensino Fundamental. Entretanto, é preciso superar a proposta de “aluno em tempo integral”, bem como aprimorar a qualidade do Programa, que é inferior à proposta do CAQ.
Full-time teaching requires a greater contribution of financial resources than part-time teaching and, in Brazil, many of the proposals for full-time teaching were marked by ruptures and discontinuity. Goal 6 of the 2014-2024 National Education Plan, Law nº 13.005/2014, proposes expanding the supply of full-time vacancies in basic education to reach 50% of schools and 25% of students, implying greater investment of resources financial. Thus, in order to contribute to the knowledge and debate on the financing of full-time schooling, in this research we will study the financing of the full-time integral education proposal of the municipal network of Mogi das Cruzes. Created in 2009, the Full Time School Program (ETI) has been operating for 14 years and currently (2023) has 30 schools, serving approximately 10,000 students in elementary school. We want to know if the municipality of Mogi das Cruzes can afford the cost of extending the full-time journey to every stage of elementary school. The objective of the research is to analyze the program's funding, measure the student cost of this teaching experience in 2019 (the last year before the pandemic), with a view to understanding the program's concept of integral education and how it is being implemented. On integral education and full-time school experiences, we will dialogue with the works of Paro (1988), Cava-liere and Coelho (2002), Coelho (2009), Cavaliere (2007, 2009 and 2010), Maurício (2014). A quantitative and qualitative methodology was used, involving statistical anal-yses, documentary and bibliographical study. The student cost calculation was based on the Student Cost Quality (CAQ) methodology developed by Carreira and Pinto (2007), Campanha (2018). It is concluded that the full-time student cost is 33% higher than the part-time student cost, and that with relative financial effort it can be expanded and reach 50% of elementary schools. However, it is necessary to overcome the full-time student proposal, as well as to improve the quality of the Program, which is inferior to the CAQ proposal.
Descrição
Citação
PAULA, K. J. Custo aluno do Programa Escola de Tempo Integral em Mogi das Cruzes/SP. 2023. 186 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), Universidade Federal de São Paulo. Guarulhos, 2023.