Análise dos agentes geológicos condicionadores da morfologia do Cânion Belmonte/BA

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2024-04-24
Autores
Silveira, Catarina Ruiz Mello [UNIFESP]
Orientadores
Oliveira, Emiliano Castro de [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Cânions submarinos são importantes feições no contexto morfológico e oceanográfico por atuarem como principais condutos de sedimentos para o oceano profundo, sua capacidade de atuar como um canal ativo para transportar sedimentos terrestres pode ser controlada por diversas condições diferentes simultaneamente, dentre elas estão as deformações estruturais do fundo mar que afetam a localização e orientação destes desfiladeiros, além disso a posição da cabeceira do cânion traz informações referentes a sua origem. Os estudos dos cânions são complexos em decorrência de suas características dinâmicas no decorrer de sua evolução. Assim, esta dissertação tem por objetivo analisar os principais agentes geomorfológicos responsáveis pelos processos de origem e evolução do cânion submarino Belmonte/BA. O cânion está localizado na porção sul da bacia sedimentar de Jequitinhonha, defronte a foz do Rio Jequitinhonha na região do talude e elevação continental. Este trabalho apresenta três principais análises: a interpretação de perfis sísmicos, oriundos da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que contemplam a área de estudo; os modelos digitais de relevo da Shuttle Radar Topography Mission (SRTM) que compreende a planície costeira da região; e o modelo de batimetria da porção oceânica da bacia, disponibilizados pela Marinha do Brasil. Os perfis sísmicos foram observados e interpretados no software SeismiGraphix, e os modelos digitais de batimetria e relevo foram visualizados, e analisados através da ferramenta QGIS. Os resultados obtidos a partir dos dados integrados e apresentados neste trabalho indicam que a existência do Banco Vulcânico Royal Charlotte (BVRC) na porção sul e a presença de tectônica de sal foram os principais responsáveis pela morfologia do cânion Belmonte e podemos inferir a partir de estudos prévios encontrados na literatura junto aos resultados obtidos da planície costeira, que sua origem e preenchimento tiveram influência de um antigo sistema fluvial intenso. O cânion submarino Belmonte apresenta uma alta resiliência ao longo do seu processo evolutivo e com isso são necessários estudos mais aprofundados com dados de maior nível de detalhamento para a compreensão de sua origem.
Submarine canyons are important landform in the morphological and oceanographic context, acting as primary conduits for sediment into the deep ocean. Their capacity to act as an active channels for transporting terrestrial sediments can be controlled by various conditions simultaneously, including structural deformations of the seafloor that affect the location and orientation of these canyons. Furthermore, the position of the canyon head provides information regarding its origin. Studies of canyons are complex due to their dynamic characteristics throughout their evolution. Therefore, this dissertation aims to analyze the main geomorphological agents responsible for the processes of origin and evolution of the Belmonte submarine canyon in Bahia, Brazil. The canyon is located in the southern portion of the Jequitinhonha sedimentary basin, facing the mouth of the Jequitinhonha River in the region of the continental slope and rise. This work presents three main analyses: interpretation of seismic profiles, derived from the National Agency of Petroleum, Natural Gas and Biofuels (ANP), covering the study area; digital elevation models from the Shuttle Radar Topography Mission (SRTM), comprising the coastal plain of the region; and the bathymetric model of the oceanic portion of the basin, provided by the Brazilian Navy. The seismic profiles were observed and interpreted using SeismiGraphix software, and the digital elevation and bathymetric models were visualized and analyzed using the QGIS tool. The results obtained from the integrated data indicate that the existence of the Royal Charlotte Volcanic Bank (BVRC) in the southern portion and the presence of salt tectonics were the main factors responsible for the morphology of the Belmonte canyon. We can infer from previous studies found in the literature, along with the results obtained from the coastal plain, that its origin and filling were influenced by an ancient intense fluvial system. The Belmonte submarine canyon shows high resilience throughout its evolutionary process, necessitating further studies with higher-level detailed data for a better understanding of its origin.
Descrição
Citação
SILVEIRA, Catarina Ruiz Mello. Análise dos agentes geológicos condicionadores da morfologia do Cânion Belmonte/BA. 2024. 44 f. Dissertação (Mestrado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Mar) - Universidade Federal de São Paulo, Instituto do Mar, Santos, 2023.