O uso do Caenorhabditis elegans como modelo alternativo para avaliação da toxicidade de ingredientes cosméticos

dc.contributor.advisorMoraes, Jane Zveiter de [UNIFESP]
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6568232956872184pt_BR
dc.contributor.authorBraggion, Camila [UNIFESP]
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7045403951512172pt_BR
dc.coverage.spatialSão Paulopt_BR
dc.date.accessioned2022-11-28T18:56:16Z
dc.date.available2022-11-28T18:56:16Z
dc.date.issued2022-09-16
dc.description.abstractTestes em animais preditivos de toxicidade de ingredientes cosméticos estão proibidos no Brasil desde 2013. Assim, nos últimos anos, houve uma busca intensa pelo desenvolvimento de testes alternativos. Considerando as questões de segurança envolvidas e a complexidade da classificação de um agente químico como tóxico, propusemos avaliar a utilidade do nematóide C. elegans na detecção de toxicidade de ingredientes cosméticos. Para tanto, linhagens selvagem e geneticamente modificadas do verme foram expostas a cinco substâncias químicas de potencial tóxico conhecido e classificadas como irritante ou sensibilizadores extremo, forte, moderado e fraco. Foram determinadas as concentrações de cada químico responsáveis por 50% de letalidade do verme para a realização de ensaios comportamentais, bem como para as análises de expressão de alguns genes envolvidos na resposta à injúria cutânea. Os testes de comportamento fertilidade e sobrevivência do verme detectaram a toxicidade de ingredientes cosméticos sensibilizadores avaliados no estudo. A avaliação do bombeamento faríngeo detectou o potencial tóxico dos sensibilizadores. A exposição de C. elegans a todos os ingredientes cosméticos avaliados no estudo levou à ativação do peptídeo antimicrobiano NLP-29. No conjunto, a análise de expressão dos genes pesquisados detectou a toxicidade apenas dos sensibilizadores extremo e forte. Nossos resultados até aqui são promissores e sinalizam para a utilidade do modelo C. elegans na testagem de ingredientes cosméticos.pt_BR
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)pt_BR
dc.description.sponsorshipID140044/2017-5.pt_BR
dc.emailadvisor.customjanezvmo@gmail.compt_BR
dc.format.extent83 f.pt_BR
dc.identifier.citationBRAGGION, C. O uso do Caenorhabditis elegans como modelo alternativo para avaliação da toxicidade de ingredientes cosméticos. São Paulo, 2022. 82 f. Tese (Doutorado em Biologia Molecular) - Escola Paulista de Medicina (EPM), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/66003
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectC. eleganspt_BR
dc.subjectToxicologiapt_BR
dc.subjectIngredientes cosméticospt_BR
dc.titleO uso do Caenorhabditis elegans como modelo alternativo para avaliação da toxicidade de ingredientes cosméticospt_BR
dc.title.alternativeUse of Caenorhabditis elegans as an alternative model for evaluating the toxicity of cosmetic ingredients.en
dc.typeTese de doutoradopt_BR
unifesp.campusEscola Paulista de Medicina (EPM)pt_BR
unifesp.graduateProgramCiências Biológicas (Biologia Molecular)pt_BR
unifesp.knowledgeAreaMétodos Alternativos ao Uso de Animaispt_BR
unifesp.researchAreaMétodos Alternativos ao uso de animaispt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Tese_Doutorado_CamilaBraggion2022.pdf
Tamanho:
1.89 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Tese de Doutorado
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
license.txt
Tamanho:
5.73 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: