A dimensão pedagógica do trabalho de assistentes sociais: articulações com a educação popular e a decolonialidade

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2024-03-26
Autores
Andrade, Bianca Priuli de [UNIFESP]
Orientadores
Diniz, Tânia Maria Ramos de Godoi [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Esta dissertação buscou estudar a dimensão pedagógica do trabalho de assistentes sociais, entendendo que ela está presente desde o surgimento da profissão e transformou-se ao longo do tempo, alinhada aos diferentes projetos societários e profissionais. Inicialmente esteve atrelada aos interesses da classe dominante e, especialmente a partir do Movimento de Reconceituação do Serviço Social nos anos 1970, vinculou-se a uma perspectiva que dialoga com a teoria social crítica marxista. A educação popular freiriana é apontada como concepção metodológica para o trabalho pedagógico dos(as) assistentes sociais, uma vez que seus princípios estão em conformidade com o atual projeto ético-político da categoria e podem contribuir para o desenvolvimento do pensamento crítico, fortalecimento da cidadania e transformação social. Além disso, buscou-se também articular o serviço social e a educação popular freiriana com o pensamento decolonial. Esta dissertação tem como objetivos identificar a compreensão dos(as) assistentes sociais sobre a dimensão pedagógica do trabalho profissional, investigar a interlocução dessa dimensão com a educação popular freiriana e a articulação do serviço social e da educação popular com o pensamento decolonial, entendendo que essa concepção pode fortalecer a perspectiva crítica da categoria. Propõe-se um trabalho investigativo embasado pela perspectiva qualitativa a partir da realização da pesquisa participante, tendo como referencial teórico a metodologia histórico-dialética. A inserção em campo deu-se através da realização de um Círculo de Cultura que contou com a participação de 10 assistentes sociais trabalhadoras das políticas sociais do município de Sorocaba - São Paulo. Foi realizada a gravação de áudio do encontro como instrumento de coleta de dados. A intervenção foi gravada, transcrita e, posteriormente, seguiu-se de organização, leitura, identificação dos temas gerados e análise dos dados coletados. Em decorrência da vinculação e entrelaçamento que os temas geradores possuem entre si foram trabalhados com a seguinte articulação: atribuições do(a) assistente social e o processo de formação acadêmica; políticas públicas e precarização do trabalho; educação popular freiriana e dimensão pedagógica do serviço social. Concluiu-se que é possível articular o serviço social com as concepções metodológicas da educação popular de Paulo Freire. Ainda, o pensamento decolonial pode enriquecer a perspectiva crítica da profissão e do trabalho pedagógico realizado pelos(as) assistentes sociais. Diante dos desafios como a influência neoliberal e a regressão de políticas públicas, a dimensão pedagógica emerge como uma estratégia fundamental para enfrentamento da questão social e para o fortalecimento da categoria e do projeto ético-político do serviço social.
This dissertation aimed to study the pedagogical dimension of the work of social workers, understanding that it has been present since the inception of the profession and has evolved over time, aligned with different societal and professional projects. Initially linked to the interests of the ruling class, and especially since the Reconceptualization Movement of social work in the 1970’s, it has been associated with a perspective that engages with Marxist critical social theory. Freirean popular education is identified as a methodological approach for the pedagogical work of social workers, as it’s principles align with the current ethical-political project of the profession and can contribute to the development of critical thinking, strengthening citizenship, and social transformation. Additionally, there was an effort to articulate social work and Freirean popular education with decolonial thought. The objectives of this dissertation are to identify social workers understanding of the pedagogical dimension of their professional work, investigate the interconnection of this dimension with Freirean popular education, and explore the integration of social work and popular education with decolonial thought, recognizing that this conceptual framework can enhance the critical perspective of the profession. The research proposes an investigative approach grounded in qualitative methodology through participatory research, with the historical-dialectical methodology as the theoretical framework. The fieldwork involved the implementation of a Cultural Circle with the participation of 10 social workers employed in social policies in the municipality of Sorocaba, São Paulo. The audio recording of the session served as a data collection instrument. The intervention was recorded, transcribed, and subsequently organized, read, themes identified, and data analyzed. Due to the interconnection of the generated themes, the following articulation was employed: the roles of social workers and the academic training process; public policies and the precarization of work; Freirean popular education and the pedagogical dimension of social work. The study concludes that it is possible to integrate social work with the methodological concepts of popular education by Paulo Freire. Furthermore, decolonial thought can enrich the critical perspective of the profession and the pedagogical work carried out by social workers. In the face of challenges such as neoliberal influence and the regression of public policies, the pedagogical dimension emerges as a fundamental strategy for addressing social issues and strengthening the profession, as well as the ethical-political project of social work.
Descrição
Citação
ANDRADE, Bianca Priuli de. A dimensão pedagógica do trabalho de assistentes sociais: articulações com a educação popular e a decolonialidade. 2024. 116 f. (Mestrado em Serviço Social e Políticas Sociais) - Universidade Federal de São Paulo, Instituto de Saúde e Sociedade, Santos, 2024.