Influência da distância da vegetação nativa sobre a diversidade de Himenópteros em olivais

dc.audience.educationlevelMestrado
dc.contributor.advisorPuttker, Thomas [UNIFESP]
dc.contributor.authorOliveira, Christopher Henrique De [UNIFESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulopt
dc.date.accessioned2022-07-21T15:48:32Z
dc.date.available2022-07-21T15:48:32Z
dc.date.issued2020-11-27
dc.description.abstractChanges in land use caused by agropastoral activities have been the main cause of global biodiversity loss, mainly due to habitat loss of native species. With the increase in area and intensification of these activities expected for the coming years, actions that merge conservation of biodiversity with agricultural production systems become more urgent. Insects play important roles in maintaining essential ecosystem services for agriculture and Hymenoptera have a special role in providing endangered services, such as pollination and biological control. Here we investigate the effects of native vegetation on the diversity of hymenopterans around olive groves in the state of Minas Gerais, Brazil. We hypothesize that native vegetation act as a source of hymenopteran diversity for the olive groves. Therefore, we predict that the richness of families and abundance are negatively related to distance from native vegetation. In addition, we expect that the distance from native vegetation will influence the number of functional groups and the abundance per group, as well as community composition and functional group composition in olive groves. Hymenopterans were captured in 24 sampling stations during 7 capture sessions over ten months in pan-traps located at different distances from native vegetation in 3 different olive groves. The richness and abundance of families showed a negative relationship with the distance from native vegetation. The number of functional groups had no significant relationship with distance, but there was a disproportionate loss of parasitoids compared to other functional groups. The similarity of both community and functional groups between sampling stations decreased with increasing distance between stations, but only when abundance was included in the analysis. The results for richness and abundance corroborate the hypothesis that native vegetation represents a source of diversity for olive groves. The results for community composition based on abundance confirm the prediction that the distance from native vegetation has an influence on community composition, with less similarities between native vegetation and increasingly distant sampling stations. The results indicate that olive groves do not serve as habitat for many species of hymenopterans, which may have a consequence in the loss of pollination services and especially biological control, with the disproportionate loss of parasitoids. Conserve and include areas of native vegetation that allow habitat connectivity between these areas is essential for the existence of hymenopteran populations in the agricultural landscape.en
dc.description.abstractMudanças no uso do solo causadas por atividades agropastoris têm sido a maior causa de perda de biodiversidade global, em decorrência principalmente da perda de habitat de espécies nativas. Com o aumento da área e a intensificação destas atividades previstos para os próximos anos, medidas que conciliem a conservação da biodiversidade com sistemas de produção agrícola tornam-se mais urgentes. Insetos possuem papéis importantes na manutenção de serviços ecossistêmicos essenciais para agricultura e os himenópteros têm participação especial no fornecimento de serviços ameaçados, como a polinização e o controle biológico. Aqui investigamos a riqueza, abundância e composição de comunidades de himenópteros em função da distância da vegetação nativa em cultivos de oliveiras no estado de Minas Gerais, Brasil. Hipotetizamos que a vegetação nativa funciona como fonte de diversidade de himenópteros nos olivais. Sendo assim, esperamos que a riqueza de famílias e a abundância de indivíduos estejam negativamente relacionadas com o aumento da distância da vegetação nativa. Além disso, esperamos que a distância da vegetação nativa possua influência sobre a riqueza e abundância de grupos funcionais, bem como sobre a composição da comunidade e de grupos funcionais nos olivais. Himenópteros foram capturados em 24 estações de amostragem distribuídas em 3 olivais em 7 sessões de coleta no decorrer de dez meses em armadilhas tipo pan-trap localizadas em diferentes distâncias da vegetação nativa. A riqueza de famílias, assim como a abundância de indivíduos tiveram relações negativas com a distância da vegetação nativa. A riqueza de grupos funcionais não teve relação significativa com a distância, mas houve perda desproporcional de parasitoides em comparação a outros grupos. A similaridade entre estações de amostragem, tanto da comunidade quanto de grupos funcionais, diminuiu com o aumento da distância entre estações, mas apenas quando abundância foi incluída nas análises. Os resultados para riqueza e abundância corroboram a hipótese que a vegetação nativa funciona como fonte de diversidade para os olivais. Os resultados para composição da comunidade baseados em abundância confirmam que a distância da vegetação nativa possui influência na composição da comunidade. Os resultados indicam que os olivais não servem de habitat para muitas espécies de himenópteros, podendo ter consequência na perda de serviços de polinização e especialmente controle biológico, com a perda desproporcional de parasitoides. Conservar e incluir áreas de vegetação nativa que permitam a conectividade de habitat entre essas áreas é fundamental para a existência de populações de himenópteros na paisagem agrícola.pt
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2020)
dc.format.extent47 p.
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=10000072
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/11600/64132
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectDiversityen
dc.subjectHymenopteraen
dc.subjectBeesen
dc.subjectWaspsen
dc.subjectOlive Grovesen
dc.subjectDiversidadept
dc.subjectHymenopterapt
dc.subjectAbelhaspt
dc.subjectVespaspt
dc.subjectOlivaispt
dc.titleInfluência da distância da vegetação nativa sobre a diversidade de Himenópteros em olivaispt
dc.typeDissertação de mestrado
unifesp.campusDiadema, Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticaspt
unifesp.graduateProgramEcologia e Evoluçãopt
unifesp.knowledgeAreaEcologia E Evoluçãopt
unifesp.researchAreaPadrões E Processos Ecológicospt
Arquivos