Prevalencia de transtornos mentais entre idosos no domicilio da cidade de Montes Claros/MG

dc.contributor.authorMaia, Luciana Colares [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:04:22Z
dc.date.available2015-12-06T23:04:22Z
dc.date.issued2003
dc.description.abstractO crescimento da populacao idosa e um fenomeno mundial, especialmente nos paises em desenvolvimento(KAILACHE,1987; VERAS,1987; GURALNIK ,1989; VERAS e MURPHY,1991; RAMOS, 1993,- ROCHA, 1997). O Demographic Yearbook de 1997, mostra que o Brasil, cujo processo de envelhecimento populacional e recente, possui uma das maiores populacoes idosas do mundo, superior a de paises como Franca, Italia e Gra-Bretanha. A populacao atual brasileira - IBGE 2000 - corresponde a 169,8 milhoes. Desta 14,6 milhoes de pessoas com 60 anos ou mais de idade (8,6 por cento da pop. brasileira) contra 10.722.705 de idosos em 1991 (7,3 por cento da pop. Brasileira) (Tabela 11 em anexo). Nos proximos 20 anos, a populacao idosa do Brasil podera ultrapassar os 30 milhoes de pessoas e representara quase 13 por cento da populacao ao final deste periodo. O crescimento explosivo do numero da populacao idosa provoca um aumento de pessoas com risco de adquirir doencas neurologicas e psiquiatricas(ALMEIDA,1984; LOBO,1995). Varios fatores associados ao envelhecimento podem predispor ao desevolvimento de trantornos mentais, especialmente sintomas distmicos I. O aumento da idade pode resultar na presenca de multiplas doencas, prejuizos e incapacidades com consequente deteriorizacao da Saúde dos idosos(RAMOS,1993; HARWOOD,1998; RAMOS, 1998; ALMEIDA,1999; RAMOS, 2001). Os disturbios) mentais sao comuns e correspondem a 8 por cento das, doencas(EISENBERG,1997; FORLENZA,2000)Eles foram descritos por Hipocrates na Grecia Antiga (PSYCHIATRIC DIAGNOSIS,3a ed.) e constituem grave problema clinico e de Saúde publica, alem de associar-se a um pior padrao de qualidade de vida relativa a Saúde. Os disturbios afetivas no idoso sao um grande problema social e de Saúde, com complexidades medicas, sociais e economicas (ADDONISIO,1993; UNUTZER,1997; VOCAR0,2000). Velhos com melhor estado funcional e suporte social apresentam maior satisfacao com a vida. Os estudos sobre doencas psiquiatricas da populacao idosa no Brasil foram realizados em outras cidades e estados, nao se dispondo atualmente informacoes do norte de Minas. A presente tese e o primeiro inquerito domiciliar que tem como pano de fundo detectar a prevalencia de transtornos mentais dos idosos na regiao urbana de Montes Claros u MG, com vistas a contribuir para o planejamento de acoes de prevencao e atencao a esta populacaopt
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
dc.format.extent101 p.
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2003. 101 p.
dc.identifier.fileepm-11424.pdf
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19761
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectTranstornos Mentaispt
dc.subjectEnvelhecimentopt
dc.subjectIdosopt
dc.subjectPrevalênciapt
dc.titlePrevalencia de transtornos mentais entre idosos no domicilio da cidade de Montes Claros/MGpt
dc.title.alternativeThe prevalence of metal disorders among the elderly in the urban area of Montes Claros/MGen
dc.typeDissertação de mestrado
unifesp.campusUniversidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicinapt
Arquivos
Coleções