Ultra-som com frequências de repetição de pulso de 16 e 100 Hz na viabilidade e na angiogênese do retalho cutâneo randômico, em ratos Wistar

dc.contributor.advisorFerreira, Lydia Masako [UNIFESP]
dc.contributor.authorTacani, Pascale Mutti [UNIFESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.date.accessioned2015-12-06T22:54:32Z
dc.date.available2015-12-06T22:54:32Z
dc.date.issued2009
dc.description.abstractIntrodução: Os retalhos cutâneos têm fundamental importância na Cirurgia Plástica e uma das complicações de difícil solução é a necrose, levando ao crescimento de pesquisas com agentes farmacológicos e físicos na tentativa de melhorar as respostas vasculares desses retalhos. Objetivo: Avaliar o ultra-som com frequências de repetição de pulso de 16 e 100 Hz na viabilidade e na angiogênese do retalho cutâneo randômico, em ratos. Métodos: Em 60 ratos Wistar EPM-1 foi elevado retalho cutâneo dorsal de base cranial (10 x 4 cm) e foram distribuídos aleatoriamente em quatro grupos, a saber: Controle – apenas retalho cutâneo, Simulado – simulação da aplicação ultrasônica com o equipamento desligado, Grupo 16 Hz – ultra-som 3 MHz, pulsado a 20%, 0,2 W/cm2 (SATA) e Frequência de Repetição de Pulso (FRP) de 16 Hz, e Grupo 100 Hz – ultra-som com os mesmos parâmetros e FRP de 100 Hz, tratados por 3 dias consecutivos. A porcentagem de necrose foi avaliada no 7° dia e quatro amostras de pele foram coletadas de cada retalho para determinar a densidade vascular. Resultados: A porcentagem de necrose foi de 42,18±13,5% GC, 18,58±13,1% GS, 13,47±10,6% G16Hz e 15,42±7,6% G100Hz com diferença significante entre o controle e os demais grupos (p < 0,001). A densidade vascular foi de 5,56±5,81% Controle, 6,72±5,9% Simulado, 22,11±10,96% G16Hz e 25,18±13,32% G100Hz com diferença significante entre os grupos tratados em relação ao controle e simulado (p<0,001). Não foram observadas diferenças significantes entre os grupos tratados. Conclusão: Ambas as frequências de repetição de pulso (16 e 100 Hz) do ultra-som aumentaram a angiogênese e, tanto o ultra-som como a sua simulação, aumentaram a viabilidade do retalho cutâneo randômico, em ratos Wistar.pt
dc.description.abstractIntroduction: Skin flaps play a key role in Plastic Surgery and one of the complications with more difficult solution is necrosis, leading to a surge of researches with both physical and pharmacologic agents, in an attempt to improve the vascular response of these flaps. Objective: Evaluating ultrasound in the viability and angiogenesis of the random skin flaps, in rats. Methods: In 60 Wistar EPM-1 rats dorsal skin flaps (10 x 4 cm) of the cranial base were lifted and they were randomly assigned to four groups, as follows: Control – only skin flaps, Simulated – simulation of ultrasound application with the device turned off, Group 16 Hz – 3 MHz ultrasound, pulsed at 20%, 0.2 W/cm2 (SATA) and Pulse Repetition Rate (PRR) of 16 Hz, and Group 100 Hz – ultrasound with the same parameters and a 100 Hz PRR applied for 3 consecutive days. The percentage of necrosis was assessed at the 7th day and four samples of skin were collected from each flap to determine the vascular density. Results: The percentage of necrosis was 42.18±13.5% GC, 18.58±13.1% GS, 13.47±10.6% 16 Hz and 15.42±7.6% 100 Hz with significant difference between the control and the other groups (p < 0.001). The vascular density was 5,56±5,81% Control, 6,72±5,9% Simulated, 22,11±10,96% 16 Hz, and 25,18±13,32% 100 Hz with significant difference among the treated groups compared with control and simulated groups (p<0.001). Significant differences were not seen within the treated groups. Conclusion: The ultrasound increased angiogenesis, and both ultrasound and its simulation increased the random skin flap viability in ratsen
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent115 f.
dc.identifier.citationTACANI, Pascale Mutti. Ultra-som com frequências de repetição de pulso de 16 e 100 Hz na viabilidade e na angiogênese do retalho cutâneo randômico, em ratos Wistar. 2009. 115 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2009.
dc.identifier.filePublico-10385.pdf
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10385
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso aberto
dc.subjectTerapia por Ultrassompt
dc.subjectRetalhos Cirúrgicospt
dc.subjectNecrosept
dc.subjectRatospt
dc.subjectNeovascularização Fisiológicapt
dc.subjectIsquemiapt
dc.subjectModalidades de Fisioterapiapt
dc.titleUltra-som com frequências de repetição de pulso de 16 e 100 Hz na viabilidade e na angiogênese do retalho cutâneo randômico, em ratos Wistarpt
dc.title.alternativeUltrasound with pulse repetition frequencies of 16 and 100 Hz on angiogenesis and viability of random-pattern skin flaps in Wistar ratsen
dc.typeDissertação de mestrado
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramCirurgia translacional - São Paulo
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Publico-10385.pdf
Tamanho:
14.09 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição: