Qualidade de vida em pacientes submetidos à expansão rápida da maxila

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2020-08-27
Autores
Hoppe, Daniela Pimentel Machado Renofio [UNIFESP]
Orientadores
Cappellette Junior, Mario [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introduction: This study evaluated the short-term volume changes in the nasomaxillary complex of mouth breathers after rapid maxillary expansion and correlated the outcomes with the patient’s quality of life. Objectives: Estimate whether rapid maxillary expansion can support on the improvement of the quality of life after treatment. Methods: A total of 35 mouth-breathing patients with maxillary constriction (mean age of 10.3 years) were evaluated by means of multslice computed tomography. Subjective symptoms were assessed with the use of a standardized quality of life questionnaire answered by patients and patients’ parents/legal guardians before rapid maxillary expansion and at 6 months later. Results: The total volume increased by 24,7% on average during the overall observation period. The nasomaxillary complex increased dimensionally, and the pretreatment subjective respiratory condition had improved significantly 6 months post rapid maxillary expansion. Conclusions: Rapid maxillary expansion results in a significant dimensional increase in the nasomaxillary complex. Furthermore, it also has a positive impact on the quality of life of mouth-breathing patients with maxillary constriction.
Introdução: Este estudo avaliou as alterações de volume de curto prazo no complexo nasomaxilar em respiradores bucais após expansão rápida da maxila e correlacionou os resultados obtidos com a qualidade de vida dos pacientes. Objetivos: Avaliar se a expansão rápida da maxila auxilia na melhora da qualidade de vida pós tratamento. Métodos: um total de 35 pacientes respiradores bucais com atresia de maxila (média de idade de 10.3 anos) foram avaliados por meio de tomografia computadorizada multislice. Os sintomas subjetivos foram avaliados por um questionário padronizado de qualidade de vida respondido pelos pacientes e pais/responsáveis legais dos mesmos pré expansão e 6 meses após a expansão maxilar. Resultados: o volume total aumentou 24,7% em média durante o período de observação geral. O complexo nasomaxilar aumentou dimensionalmente, e o prétratamento subjetivo da condição respiratória melhorou significativamente 6 meses após o procedimento. Conclusões: a expansão rápida da maxila promoveu um aumento dimensional significativo no complexo nasomaxilar. Além disso, também houve um impacto positivo na qualidade de vida dos pacientes avaliados.
Descrição
Citação