O debate sobre a modernização do Brasil no início da Primeira República

dc.contributor.advisorFerreira, Gabriela Nunes [UNIFESP]
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1514920138088730
dc.contributor.authorBarros Junior, Luiz Antonio de [UNIFESP]
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9414473690972759
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
dc.date.accessioned2023-06-07T12:28:18Z
dc.date.available2023-06-07T12:28:18Z
dc.date.issued2011
dc.description.abstractThe debate on brazilian modernization in the First Republic is very broad and includes authors from many diffetent matrices. We have chosen to focus on two authors while political actors directly involved in the theory and in practice in the debate on the modernization of the country, namely: Rui Barbosa and Joaquim Murtinho. Rui Barbosa was an important political actor in the transition from Empire to Republic, and also the first Minister of the Republic, being responsible for economic and financial policy that would end the so-called “Encilhamento”. Joaquim Murtinho, in the other hand, was Minister of Transport, Industry and Commerce (1896) and then the Treasury during the administration Campos Salles (1898-1902). Is this monograph, we will seek to compare the two authors thinking about the most appropriate way for the modernization of Brazil between 1889 and 1902. At the same time we need to situate these two authors in the wider debate on the modernization of the country in those early years of the First Republic.en
dc.description.abstractO debate em torno da modernização brasileira na Primeira República é bastante amplo e abarca autores das mais diferentes matrizes. Optamos por nos concentrar em dois autores e ao mesmo tempo atores políticos diretamente envolvidos, na teoria e na prática, no debate sobre a modernização do país, quais sejam: Rui Barbosa e Joaquim Murtinho. Rui Barbosa foi um ator político importante na transição do Império à República, e também, primeiro ministro da Fazenda da República, sendo responsável pela política econômico-financeira que desembocaria no chamado “Encilhamento”. Joaquim Murtinho, por sua vez, foi ministro da Viação, Indústria e Comércio (1896) e depois da Fazenda, durante o governo Campos Salles (1898-1902). Nesta monografia, procuraremos comparar o pensamento dos dois autores quanto ao caminho mais adequado para a modernização do Brasil, entre 1889 e 1902. Ao mesmo tempo, importa situar esses dois autores no debate mais amplo sobre a modernização do país nesses anos iniciais da Primeira República.pt
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2023-06-07T12:28:18Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011en
dc.format.extent69 p.
dc.identifier.citationBARROS JUNIOR, Luiz Antonio de. O debate sobre a modernização do Brasil no início da Primeira República. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Ciências Sociais) – Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2011.
dc.identifier.fileBarros Jr., L.A. O debate sobre a modernização do Brasil.pdf
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/67635
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso aberto
dc.subjectModernizationen
dc.subjectIndustializationen
dc.subjectFirst Republicen
dc.subjectPolitical Economyen
dc.subjectModernizaçãopt
dc.subjectIndustrializaçãopt
dc.subjectPrimeira Repúblicapt
dc.subjectPolítica Econômicapt
dc.titleO debate sobre a modernização do Brasil no início da Primeira Repúblicapt
dc.title.alternativeThe debate on the modernization of Brazil at the beginning of the First Republicen
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
unifesp.campusGuarulhos, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH)pt
unifesp.graduacaoCiências Sociaispt
Arquivos