Avaliação da estratégia Saúde da Família: percepção do usuário

Imagem de Miniatura
Data
2010-04-28
Autores
Dias, Orlene Veloso [UNIFESP]
Orientadores
Ramos, Lais Helena Domingues [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Trata-se de um estudo quantitativo-descritivo que objetivou avaliar a percepção dos usuários cadastrados nas equipes da Estratégia Saúde da Família da zona urbana de Montes Claros, Minas Gerais, relacionados às dimensões da satisfação dos usuários quanto à tangibilidade, confiança,responsabilidade, segurança e empatia; bem como descrever o perfil da população entrevistada. A fundamentação teórico-metodológica apoiou-se em referenciais de autores que se aprofundaram no assunto. O método SERVQUAL foi utilizado. A amostra foi obtida por um processo probabilístico, por meio da amostragem aleatória simples, utilizando-se o Software Minitab for Windows. Os Softwares Microsoft Excel 2002 for Windows XP e o SPSS 15.0 subsidiaram a análise dos dados, servindo à construção de tabelas e gráficos, além deste último proporcionar a realização do teste do qui-quadrado x2. Para a coleta de dados, empregou-se um questionário com questões fechadas para a construção do perfil da população, e com afirmativas, cujas opções de respostas foram graduadas, de acordo com a Escala de Likert, de “discordo integralmente” a “concordo integralmente”. Os dados foram coletados nos meses de outubro e novembro de 2008. A análise foi realizada por meio da estatística descritiva e associações estatisticamente significantes (p<0,05) entre algumas variáveis. Os dados indicaram que a maioria dos entrevistados são do sexo feminino (80,6%), faixa etária de 18 a 30 anos (38,2%), possuíam Ensino Médio completo (32,3%), renda familiar de 1 a 3 salários mínimos (76,8%), moram nos bairros há mais de 10 anos (52,6%). Na Dimensão Empatia, verificou-se que apesar da maioria dos usuários afirmarem que os profissionais da ESF oferecem Atendimento Individual, alguns demonstraram que quanto ao Entendimento das Necessidades Específicas não estão satisfeitos. Foi possível identificar também que os idosos possuem uma percepção mais positiva do serviço da ESF em todos os quesitos. Espera-se que este estudo possa proporcionar reflexões aos profissionais da ESF frente aos serviços oferecidos e subsidiar ações de adequação dos serviços prestados a essa população, podendo melhorar o planejamento do trabalho das equipes.
Descrição
Citação
DIAS, Orlene Veloso. Avaliação da Estratégia Saúde da Família: percepção do usuário. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.