Erros de base fonológica na escrita: codificação de surdas e sonoras, segmentação e juntura vocabular

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2014-09-01
Autores
Arnaut, Mirian Aratangy
Hackerott, Maria Mercedes Saraiva
Bueno, Gabriela Juliane
Nepomuceno, Pablo Felício
Ávila, Clara Regina Brandão de [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
PurposeThe present study investigated the characteristics of phonological information processing as manifested in the writing of dictated syntagmas, capable of indicating possible correlations and the predictive impact between the analyzed orthography errors (coding of voiced and voiceless phonemes, undue segmentation and word junction) according to the school system. MethodEighty children from both genders, aged between 6 and 11 years, were selected from those regularly enrolled between the 2nd and 5th years of primary education, in both public and private schools in the municipality of São Paulo. The participants wrote, as dictated to them, 34 noun syntagmas composed of high frequency words. ResultThe three types of error were correlated with one another according to different patterns in each school system. In the public schools, voice-voiceless coding errors and undue segmentations were positively correlated. Perception characteristics directed to the metric foot and the syllable might have influenced the children’s performance. As for the results in private schools, the perception of the phonological word, phonological phrase and intonational phrase might have influenced the correlations between errors of the voiced-voiceless type and junctions. ConclusionVoiced-voiceless coding errors, word junction and undue separation manifested differently between private and public schools, regarding writing performance. Only in private schools could the voiced-voiceless coding errors predict those of word junction and hypersegmentation.
ObjetivoO estudo investigou características do processamento da informação fonológica, manifestadas na escrita sob ditado de sintagmas, capazes de indicar possíveis correlações e algum impacto preditor entre os erros ortográficos analisados (codificação de fonemas surdos e sonoros, segmentação indevida, juntura vocabular), segundo a rede de ensino. MétodoForam selecionados 80 escolares, meninos e meninas, na faixa etária entre 6 e 11 anos, regularmente matriculados do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental, em escolas da rede pública estadual e particular, do município de São Paulo. Os participantes escreveram, sob ditado, 34 sintagmas nominais, formados por palavras de alta frequência. ResultadoOs três tipos de erros correlacionaram-se segundo padrões diferentes, em cada rede de ensino. Na rede pública, os erros de codificação surda sonora e segmentações indevidas correlacionaram-se positivamente. Características de percepção direcionada ao pé métrico e à sílaba, podem ter influenciado o desempenho dos escolares. Na rede particular, a percepção da palavra fonológica, da frase fonológica e da frase entonacional pode ter influenciado as correlações entre os erros do tipo surdo sonoro e as junturas. ConclusãoOs erros de codificação surdos sonoros, juntura vocabular e separação indevida diferenciaram-se nas redes de ensino, quanto ao desempenho em escrita. Apenas na rede particular os erros de codificação surdos sonoros puderam predizer os de juntura vocabular e segmentação indevida.
Descrição
Citação
Audiology - Communication Research. Academia Brasileira de Audiologia, v. 19, n. 3, p. 264-271, 2014.
Coleções