Próteses auditivas dispensadas pelo SUS e qualidade de vida

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2014-06-01
Autores
Fonseca, Fernanda Corral da
Iorio, Maria Cecilia Martinelli [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Purposeto verify the effectiveness of the use of hearing aids dispensed by SUS in a high complexity service in the city of São Paulo and evaluate their impact on adults and elderly quality of life. Methodthis research has been approved by the Ethics and Research committee. We evaluated 30 adults and 30 older adults with bilateral sensorineural hearing loss whose level is from mild to moderately severe, percentage of speech recognition minimum of 52%, who received hearing aids for more than one year and had no other commitments. Were appliedInternational Outcome Inventory for Hearing Aids (IOI-HA) and Outcomex Study 36 – Item Short Form Health Survey – SF 36. Result63,33 % of the elderly and 73,34 % of adults showed 25 or more IOI-HA score . About the 60 patients, 18% did not use hearing aids, 3.3% used between 1 and 4 hours per day, 25.% used between 4 and 8 hours and 53% used more than 8 hours. The elderly who use hearing aids presented better scores on social aspects and mental health. Conclusion60% of adults and 46% of elderly use hearing aids and present satisfactory quality of life.
Objetivoverificar a efetividade do uso de próteses auditivas dispensadas pelo SUS em um serviço de alta complexidade da cidade de São Paulo e avaliar o seu impacto na qualidade de vida de adultos e idosos. Métodopesquisa aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa. Avaliaram-se 30 adultos e 30 idosos com perda auditiva neurossensorial bilateral de grau leve a moderadamente severo, índice percentual de reconhecimento de fala de no mínimo 52%, que receberam as próteses auditivas há mais de um ano, sem outros comprometimentos. Aplicaram-seQuestionário Internacional de Resultados para Aparelhos de Amplificação Sonora (QI-AASI) e o Inventário de Qualidade de Vida (SF36). Resultadoo estudo do escore total do QI_AASI revelou que 63,33 % dos idosos e 73,34 % dos adultos apresentaram escore igual ou maior do que 25 pontos o que indica bom desempenho com as próteses auditivas. Dos 60 pacientes avaliados, 18% não utilizavam as próteses auditivas, 3,3% utilizavam entre 1 e 4 horas diárias, 25,0% entre 4 e 8 horas e 53% mais que 8 horas. Os idosos que usam as próteses apresentam melhores escores no aspecto social e saúde mental. Conclusão60% dos adultos e 46% dos idosos fazem uso efetivo das próteses auditivas e apresentam qualidade de vida satisfatória.
Descrição
Citação
Revista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 16, n. 3, p. 768-778, 2014.