Percepção de idosos sobre grupo de convivência: estudo na cidade de Cajazeiras-PB

Imagem de Miniatura
Data
2014-03-01
Autores
Andrade, Ankilma Do Nascimento
Nascimento, Maria Mônica Paulino Do
Oliveira, Marina Maria Duarte De
Queiroga, Roseanny Marques De
Fonseca, Fernando Luiz Affonso [UNIFESP]
Lacerda, Sheylla Nadjane Batista
Adami, Fernando
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objective:To investigate the perception of elderly people on living groups.Method:An exploratory study with qualitative approach, performed in six living groups in the city of Cajazeiras-PB, Brazil, in September and October 2010, using the discourse of the collective subject.Results:Of the 60 study participants, 48 (80%) were women, 21 (35%) were between 65-69 years, 30 (50%) were widowed, 46 (77%) were retired, 32 (53%) have not completed primary education, 40 (67%) lived with relatives, 25 (42%) between six and ten years of participation groups, 33 (55%) and 30 (50%) participated spontaneously pointed to the dance as the best activity developed in the group. Through the collected data we obtained the main ideas and the collective discourses represented by three themes: reasons/motives for elderly seek living groups; importance of meetings with the group for the elderly; life changes after joining the group. From the themes we extracted the main ideas: solitude, leisure, coexistence, freedom, everything changed, will to live.Conclusion:Groups provide benefits for the elderly, emphasizing among these the right to age with dignity and improving the quality of life.
Objetivo:investigar percepções de idosos sobre grupos de convivência.Método:estudo exploratório, com abordagem qualitativa, realizado em seis grupos de convivência da cidade de Cajazeiras-PB, Brasil, no período de setembro a outubro de 2010, utilizando a técnica de discurso do sujeito coletivo.Resultados:dos 60 participantes deste estudo, 48 (80%) eram mulheres, 21 (35%) tinham entre 65 e 69 anos, 30 (50%) eram viúvos, 46 (77%) aposentados, 32 (53%) não concluíram o ensino fundamental, 40 (67%) moravam acompanhados de familiares, 25 (42%) tinham entre seis e dez anos de participação nos grupos, 33 (55%) participavam espontaneamente e 30 (50%) apontaram a dança como a melhor atividade desenvolvida no grupo. Diante dos questionamentos, foram obtidas as ideias centrais e os discursos coletivos representados por três temas: razões/motivos para idosos buscarem grupos de convivência; importância dos encontros com o grupo para os idosos; mudanças ocorridas na vida após o ingresso no grupo. Dos temas, foram extraídas as ideias centrais: solidão, lazer, convivência, liberdade, mudou tudo, vontade de viver.Conclusão:Os grupos proporcionam ganhos para os idosos, sinalizando entre estes o direito de envelhecer com dignidade e melhorando a qualidade de vida.
Descrição
Citação
Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Universidade do Estado do Rio Janeiro, v. 17, n. 1, p. 39-48, 2014.
Coleções