Uma existência precarizada: o cuidado da prole no trabalho de catação de material reciclável

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012-12-01
Autores
Ferraz, Lucimare
Gomes, Mara Helena de Andrea [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
New ways of entering the labor market has absorbed much of the surplus population from the formal market, looking for chances of survival. The recyclable material collectors compose the set of unskilled workers for tasks that market and their job of picking is considered informal. Unemployment and the need to obtain livelihoods make men, women, elderly and even kids to seek this type of work. The aim of this paper is to present the reasons why parents insert their children at an early age in the work of scavengers of recyclable material. Therefore, a qualitative study was conducted through interviews with 15 fathers and 24 mothers pickers. As a result, we identified that the motivation of the parents is to supply financial needs, to protect and teach their children through work. Finally, parents consider the inclusion of their children in picking a form of care.
Novas formas de inserção no mercado de trabalho têm absorvido grande parte da população excedente do mercado formal, em busca de possibilidades de sobrevivência. Os catadores de material reciclável compõem o conjunto de trabalhadores desqualificados para tarefas desse mercado e seu trabalho de catação é considerado informal. O desemprego e a necessidade de obter meios de sobrevivência fazem com que homens, mulheres, idosos e, até mesmo, crianças, busquem esse tipo de labor. O objetivo desse artigo é apresentar os motivos que levam os pais a inserirem seus filhos em idade precoce no trabalho de catador de material reciclável. Para tanto, foi realizado um estudo qualitativo, por meio de entrevistas com 15 pais e 24 mães catadoras. Como resultado, identificamos que proteger e ensinar seus filhos por meio do trabalho é uma motivação quase tão importante para os pais e mães quanto suprir as necessidades financeiras. Por fim, pais e mães consideram a inserção de seus filhos na catação uma forma de cuidado.
Descrição
Citação
Sociedade e Estado. Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília , v. 27, n. 3, p. 652-662, 2012.
Coleções