Mastoidite e paralisia facial como manifestações iniciais de Granulomatose de Wegener

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012-04-01
Autores
Maranhão, André Souza de Albuquerque [UNIFESP]
Chen, Vitor Guo [UNIFESP]
Rossini, Bruno Almeida Antunes [UNIFESP]
Testa, Jose Ricardo Gurgel [UNIFESP]
Penido, Norma de Oliveira [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Wegener's Granulomatosis (WG) is characterized by necrotizing granulomas and vasculitis. If left untreated, the prognosis is poor - a 90% mortality rate within 2 years. Several authors have described the otologic manifestations of WG; these authors, however, have not mentioned the stage of the disease in which these findings present - whether as initial manifestations or subsequent to other findings. Aim: To describe three confirmed cases of WG with mastoiditis as the first manifestation, progressing to peripheral facial paralysis (PFP). Material and Method: A clinical series study. Patients diagnosed with WG that initially presented with otologic findings are described. Results: The three cases presented with unilateral otalgia, otorrhea, and hearing loss associated with ipsilateral PFP. None recovered in spite of the treatment; an investigation of associated diseases was therefore undertaken. Positive ANCA-C titers where detected in all patients, confirming the diagnosis of WG. Clinical improvement was seen after treatment of WG; the PFP regressed and hearing thresholds improved partially. Conclusion: Complications of otitis media (mastoiditis and PFP) that do not respond to the usual treatment require an investigation of associated diseases; WG should be included for an early diagnosis to change the prognosis in these patients.
A Granulomatose de Wegener (GW) é caracterizada por granulomas necrotizantes e vasculite. Sem tratamento a doença tem prognóstico pobre com índice de mortalidade de 90% em 2 anos. Diversos autores citam as manifestações otológicas no curso da GW, entretanto não é especificado em que momento da doença elas apareceram, isto é, se como manifestação inicial ou subsequente a outros achados. Objetivo: Descrever três casos confirmados de GW que apresentaram inicialmente mastoidite e evoluíram com paralisia facial periférica (PFP). Material e Método: Estudo de série de casos. Pacientes diagnosticados com GW que apresentaram inicialmente manifestações otológicas são descritos. Resultados: Os três casos descritos abriram o quadro com otalgia, otorreia e hipoacusia unilateral, associada a paralisia facial periférica ipsilateral. Tiveram resposta inadequada aos tratamentos instituídos o que motivou uma investigação de outras doenças associadas. Nessas circunstâncias, detectaram-se títulos positivos de ANCA-C em todos pacientes, confirmando-se o diagnóstico de GW, após período variável de investigação. Institui-se o tratamento para GW observando-se melhora do quadro clínico, regressão da PFP e melhora parcial dos limiares auditivos. Conclusão: Complicações de otites médias agudas (mastoidite e PFP) refratárias as terapêuticas habituais impõem a investigação de doenças associadas e a GW deverá ser pesquisada para que se possa fazer o diagnóstico o mais precocemente possível, alterando desta forma o prognóstico destes pacientes.
Descrição
Citação
Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial, v. 78, n. 2, p. 80-86, 2012.
Coleções