Tendência secular da idade da menarca avaliada em relação ao índice de massa corporal

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012-04-01
Autores
Castilho, Silvia Diez
Pinheiro, Caroline Damasceno
Bento, Caroline Agnelli
Barros-Filho, Antônio de Azevedo
Cocetti, Monize [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVE: To evaluate the secular trend of menarche according to body mass index (BMI). SUBJECTS AND METHODS: Six hundred and eighty five girls (7-18 years) assessed in 2001 were compared with 750 evaluated in 2010. They were grouped by BMI Z-score: (thin + normal) and (overweight + obese). Menarche was reported by status quo and age at menarche estimated by a logit model. We used the Qui-square test, Mann-Whitney test, and Logistic Regression, at a 5% significance level. RESULTS: Menarche advanced 3.24 months. There was an increase in obesity, and a decrease of the prevalence of normal girls. Menarche was anticipated by 1.44 month in the thin + normal group and by 5.76 months in the overweight + obese group. There was no interaction between the effects determined by the evaluated period and nutritional diagnosis. CONCLUSIONS: Although both the period and BMI influence the menarche, one cannot attribute this advance only to changes in the nutritional profile of the sample. Other factors that were not tested may also contribute to this finding.
OBJETIVO: Avaliar a tendência secular da menarca de acordo com o índice de massa corporal (IMC). SUJEITOS E MÉTODOS: Seiscentos e oitenta e cinco meninas (7-18 anos) avaliadas em 2001 foram comparadas a 750 avaliadas em 2010. Elas foram agrupadas pelo Z-escore do IMC em: (magreza + eutrofia) e (sobrepeso + obesidade). A menarca foi relatada pelo status quo e a idade, estimada pelo logito. Foram utilizados os testes Qui-quadrado, Mann-Whitney e a Regressão logística, com significância de 5%. RESULTADOS: A menarca adiantou 3,24 meses entre 2001 e 2010. Houve aumento da obesidade e diminuição de eutróficas. O evento antecipou 1,44 mês no grupo magreza + eutrofia e 5,76 meses no sobrepeso + obesidade. Não houve interação entre os efeitos determinados pelo período avaliado e diagnóstico nutricional. CONCLUSÕES: Embora tanto o período quanto o IMC tenham influenciado a menarca, não se pode atribuir essa antecipação só à mudança do perfil nutricional da amostra. Outros fatores não testados podem estar contribuindo também para isso.
Descrição
Citação
Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 56, n. 3, p. 195-200, 2012.
Coleções