Narrativas sobre a experiência de um massacre escolar: perspectivas diante do traumático

Imagem de Miniatura
Data
2023-10-02
Autores
Moura, Beatriz Maia Souza de [UNIFESP]
Orientadores
Zihlmann, Karina Franco [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: analisar, utilizando o referencial da Psicanálise orientada por Freud e Lacan, as percepções de estudantes que experienciaram um massacre escolar, considerando o contexto social onde o mesmo ocorreu e, além disso, identificar de que forma os sujeitos lidaram com o evento e recursos utilizados no percurso de enfrentamento e elaboração do que foi vivenciado diante de um massacre escolar. Método: trata-se de uma pesquisa qualitativa realizada por meio de entrevistas narrativas com estudantes que vivenciaram um massacre escolar. Os dados foram categorizados por meio da técnica de Análise do Conteúdo temática e analisados pelo referencial psicanalítico. Todos os participantes assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e o projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UNIFESP sob número CAAE 42540921.5.0000.5505. Resultados: foram entrevistadas cinco pessoas maiores de 18 anos, sendo quatro do sexo feminino e uma do sexo masculino. Foram construídas sete categorias de análise temática: 1) Sobre o massacre; 2) Momento de suspensão; 3) Marca: instauração de um antes e um depois; 4) Ser falado: o lugar da vítima; 5) Falar entre si: o recurso do grupo; 6) Falar por si: tomar a palavra e inscrever o acontecimento de forma particular; 7) O que não se pode dizer. Considerações finais: foi possível diferenciar violências sociais naturalizadas da experiência traumática do massacre escolar. As marcas deixadas por esse atravessamento traumático são impossíveis de serem apagadas e mobilizam os sujeitos a colocarem o ocorrido em palavras por meio de diferentes estratégias. Nesse sentido, as contribuições da Psicanálise permitiram um olhar para a singularidade de suas demandas e a possibilidade de tratamento do trauma que coloca o sujeito como protagonista de sua própria vivência. Por fim, ressalta-se a importância do planejamento de ações em saúde que tenham efetivo potencial para prevenção e cuidado integral dos sujeitos envolvidos nesses contextos, para além das propostas de intervenção com respostas que ficam no campo da vigilância, seja pela via da segurança ou pela via da patologização.
Objective: To analyze the perceptions of students who have experienced a school massacre using the Psychoanalytic framework guided by Freud and Lacan. This analysis considers the social context in which the massacre occurred and aims to identify how individuals coped with the event and the utilized resources to process their experiences in the aftermath of a school massacre. Method: This qualitative research was conducted through narrative interviews with students who had direct experience with a school massacre. The collected data were categorized using thematic Content Analysis and analyzed within the framework of Psychoanalysis. All participants signed an informed consent, following the Resolutions No. 466/2012 and 510/2016 of the National Health Council of Brazil. The project received approval from the Research Ethics Committee of UNIFESP under number CAAE 42540921.5.0000.5505. Results: The study interviewed five individuals aged 18 or older, consisting of four females and one male. Seven thematic analysis categories were established: 1) About the massacre; 2) Moment of suspension; 3) Mark: establishment of a before and an after; 4) Being spoken: the place of the victim; 5) Speaking to each other: the role of the group; 6) Speaking for oneself: taking the floor and inscribing the event in a particular manner; 7) What cannot be said. Final considerations: The research distinguished between normalized social violence and events that defy anticipation. The traumatic experience led participants into a state of "temporal suspension" due to the absence of reference points for processing the event. The enduring impact of this traumatic incident remains indelible, compelling the subjects to address it. Different strategies for verbalizing the event and its consequences were identified. The study emphasized the importance of addressing the challenges associated with traumatic events such as a school massacre and underscored the significance of health initiatives aimed at prevention and comprehensive care for those affected. This is in addition to advocating for interventions that extend beyond mere surveillance and pathologization.
Descrição
Citação
MOURA, Beatriz Maia Souza de. Narrativas sobre a experiência de um massacre escolar: perspectivas diante do traumático. 2023. 86 f. Dissertação (Mestrado Interdisciplinar em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de São Paulo, Instituto de Saúde e Sociedade, Santos, 2023.