O Colapso da Garoupa-São-Tomé, Epinephelus morio, no grande ecossistema marinha da Plataforma Leste do Brasil: Pesca, Avaliação de estoque e Estado de conservação

Imagem de Miniatura
Data
2023-08-30
Autores
Silva, Kathleen Emanuelly Pontes [UNIFESP]
Orientadores
Mourato, Bruno Leite [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A Garoupa-São-Tomé, Epinephelus morio ocorre em regiões tropicais e subtropicais no Atlântico ocidental, de Massachusetts (EUA) ao sul do Brasil. No Brasil sua distribuição se estende desde o Amapá até Santa Catarina, embora seja mais frequente na costa nordestina. Apesar da ampla distribuição, a exploração desta espécie é mais importante dentro do Grande Ecossistema Marinho da Plataforma Leste do Brasil (LME 16), onde representa cerca de 74,5% da produção nacional. Historicamente, essa espécie tem sido alvo de pesca em toda sua área de distribuição, tanto por pescarias comerciais e recreacionais inclusive no Brasil. No entanto, o sistema pesqueiro no qual essa espécie está inserida carece de conjuntos substanciais de dados e por essa razão suas pescarias podem ser caracterizadas como "pobres em dados" ou "dados limitados". Além disso, embora existam informações pontuais que embasaram sua classificação como vulnerável de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), inclusive com algumas medidas de manejo previstas em portaria específica, o estado dos estoques da Garoupa-São-Tomé no Brasil é desconhecido e indefinido atualmente. Diante desse contexto, a primeira fase do presente estudo visa contribuir com essa lacuna de conhecimento, que envolve a ausência de informações sobre os status dos estoques da Garoupa-São-Tomé para o grande ecossistema marinho da Plataforma Leste do Brasil, a partir da utilização de modelos de avaliação de estoque pesqueiros para dados limitados, que irá determinar seu potencial produtivo, os níveis de sustentáveis de exploração e estimar qual seria o tempo necessário para que o estoque se recupere dentro de níveis sustentáveis atrelados ao Rendimento Máximo Sustentável (MSY). Na segunda fase da analise buscou-se avaliar o status de conservação da Garoupa-São-Tomé, a partir dos resultados do modelo Bayesiano com estrutura de estado espaço para análise de tendência de índices de abundância como ferramenta de suporte à decisão nas avaliações da Lista Vermelha da IUCN (JARA – Just Another Red List Assessment), como uma ferramenta nova para auxiliar a construção da ficha de avaliação dessa espécie no Brasil. Nossos resultados apontaram que as trajetórias de biomassa apresentaram uma tendência de estabilidade desde 1950 até o início da década 70, a partir de quando o estoque sofreu um declínio acentuado e passou a ser sobreexplotado, permanecendo nessa condição até o final da série temporal disponível em 2015. Em conclusão, há evidências suficientes para inferir que o estoque de Garoupa-São-Tomé no LME 16 provavelmente esteja na fase de recuperação, pois nossos resultados apontaram que há uma probabilidade de mais de 95% de que o estoque se situe no quadrante amarelo do gráfico de Kobe em 2015. A avaliação do risco de extinção demonstrou que a mediana da distribuição posterior da proporção de alteração populacional, dentro de três tempos geracionais (51 anos), foi de -62.8% com 100 % de probabilidade dentro da categoria “em perigo” (endangered – EN). De fato, os resultados do nosso modelo apontam que nos dois últimos tempos geracionais a população da Garoupa-São-Tomé permaneceu estável, tendo inclusive uma média positiva da taxa de crescimento anual, que somados ao tempo geracional relativamente longo da espécie, suspeita-se ou infere-se que a população se encontra na categoria “Vulnerável”. Mesmo assim, embora se reconheça uma elevada incerteza nos dados de entrada de ambos os modelos (JABBA e JARA), nossa abordagem traz transparência e objetividade no processo decisório de avaliação do estado do estoque e risco de extinção e ressalta que a integração dos principais resultados traz resultados sólidos para se inferir o estado do estoque e o risco de extinção da Garoupa-São-Tomé no Grande Ecossistema Marinho da Plataforma Leste do Brasil .
The red grouper, Epinephelus morio, occurs in tropical and subtropical regions in the western Atlantic, from Massachusetts (USA) to southern Brazil. Brazil's distribution extends from Amapá to Santa Catarina, although it is more common along the northeastern coast. Despite its wide distribution, the exploitation of this species is most important within the Large Marine Ecosystem of the Eastern Shelf of Brazil (LME 16), where it accounts for around 74.5% of national production. Historically, commercial and recreational fisheries have fished this species throughout its distribution area, including in Brazil. However, the fishing system this species is inserted in lacks substantial data sets, so its fisheries can be characterized as "data poor" or "data-limited". Given this context, the first phase of this study aims to contribute to this knowledge gap, which involves the lack of information on the status of São Tomé grouper stocks for the large marine ecosystem of the Eastern Shelf of Brazil, through the use of fisheries stock assessment models for limited data, which will determine its productive potential, the sustainable levels of exploitation and estimate how long it would take for the stock to recover to sustainable levels linked to the Maximum Sustainable Yield (MSY). In the second phase of the analysis, we sought to assess the conservation status of the red grouper, based on the results of the Bayesian model with a state-space structure for analyzing trends in abundance indices as a decision support tool in IUCN Red List assessments (JARA - Just Another Red List Assessment), as a new tool to help build the assessment form for this species in Brazil. Our results showed that the biomass trajectories showed a stable trend from 1950 until the early 1970s, when the stock suffered a sharp decline and became overexploited, remaining in this condition until the end of the available time series in 2015. In conclusion, there is sufficient evidence to infer that the São Tomé grouper stock in LME 16 is probably in the recovery phase, as our results indicated that there is a probability of more than 95% that the stock will be in the yellow quadrant of the Kobe chart in 2015. The assessment of the risk of extinction showed that the median of the posterior distribution of the proportion of population change within three generational times (51 years) was -62.8% with 100% probability within the "endangered" (EN) category. The results of our model indicate that in the last two generational periods, the population of the São Tomé grouper has remained stable, even having a positive average annual growth rate, which, added to the relatively long generational period of the species, leads us to suspect or infer that the population is in the "Vulnerable" category. Even so, although we recognize the high uncertainty in the input data of both models (JABBA and JARA), our approach brings transparency and objectivity to the decision-making process of assessing the stock status and risk of extinction - transparency in the decision-making process and highlights that the integration of the main results brings solid results for inferring the stock status and risk of extinction of the red grouper in the Large Marine Ecosystem of the Eastern Shelf of Brazil.
Descrição
Citação
SILVA, Kathleen Emanuelly Pontes. O Colapso da Garoupa-São-Tomé, Epinephelus morio, no grande ecossistema marinha da Plataforma Leste do Brasil: Pesca, Avaliação de estoque e Estado de conservação. 2023. 62 f. Dissertação (Mestrado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Mar) - Universidade Federal de São Paulo, Instituto do Mar, Santos, 2023.