Análise da narrativa oral de pré-escolares antes e após estimulação de linguagem

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012-01-01
Autores
Verzolla, Beatriz Lopes Porto
Isotani, Selma Mie [UNIFESP]
Perissinoto, Jacy [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
PURPOSE: To verify the oral narrative abilities in preschoolers, before and after language stimulation. METHODS: Participants were 58 preschoolers. The study was developed in three stages: 1. Pre-stimulation stage (Moment 1) - preschoolers produced the first autonomous narrative based on a sequence of pictures, and the second under adult scaffolding; 2. Stimulation stage - it was conducted a weekly reading of children's stories in group, for ten weeks; 3. Post-stimulation stage (Moment 2): the same procedure of the first stage was repeated. The results analysis considered: the occurrence of central and secondary events; the accountable/explicable conduct, classified according to physical causes, moral/social rules and internal state; the attribution and rectification of false beliefs, analyzed by the internal state's accountable/explicable conduct. RESULTS: There was an increase in the occurrence of central events in Moment 2 as well as after the adult scaffolding, with decrease of secondary events comparing both moments and after the scaffolding. Regarding the accountable/explicable conduct, no differences were found between physical, social/moral rules, and internal state conducts. The internal state accountable/explicable conduct was predominantly found in all the autonomous narratives. CONCLUSION: Both the reading of children's stories and the adult scaffolding contribute to the increase in the occurrence of events in autonomous narratives. There is no variation on the type of accountable/explicable conduct in the narratives. The internal state accountable/explicable conduct is predominantly used by preschoolers.
OBJETIVO: Verificar as habilidades de narrativa oral em pré-escolares, antes e após estimulação de linguagem. MÉTODOS: Foram analisadas narrativas de 58 pré-escolares. O estudo foi desenvolvido em três etapas: 1. Etapa pré-estimulação (Momento 1) - os pré-escolares produziram a primeira narrativa autônoma a partir de uma sequência de figuras e a segunda narrativa autônoma após tutela do adulto; 2. Etapa de estimulação - foi realizada a leitura de histórias infantis em grupo, semanalmente, durante dez semanas; 3. Etapa pós-estimulação (Momento 2) - foi repetido o procedimento da primeira etapa. A análise dos resultados considerou: a ocorrência de eventos centrais e secundários; a conduta justificativa/explicativa, classificada segundo causas físicas, regras morais/sociais e estado interno; a expressão e retificação de falsas crenças, analisadas por meio da conduta justificativa/explicativa de estado interno. RESULTADOS: Houve aumento na ocorrência de eventos centrais no Momento 2, e após a tutela, com decréscimo de eventos secundários comparando-se os dois momentos e a presença da tutela. Em relação à conduta justificativa/explicativa, não houve diferenças para as justificativas do tipo físico, regras sociais/morais e estado interno. A conduta justificativa/explicativa do tipo estado interno foi a tipologia predominantemente encontrada em todas as narrativas. CONCLUSÃO: A leitura de histórias infantis e a tutela do adulto contribuem para o aumento da ocorrência de eventos nas narrativas autônomas. Não há variação na tipologia da conduta justificativa/explicativa nas narrativas. A tipologia de conduta justificativa/explicativa de estado interno é predominantemente utilizada pelos pré-escolares.
Descrição
Citação
Jornal da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v. 24, n. 1, p. 62-68, 2012.
Coleções