Interdependências sociais e disputas no ciberespaço: uma análise do ativismo gordo

Imagem de Miniatura
Data
2023-05-03
Autores
Cortez, Elisa de Moraes [UNIFESP]
Orientadores
Landini, Tatiana Savoia [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Em decorrência do crescente debate sobre gordofobia - violência e preconceito dirigido a pessoas gordas - e saúde, que tem permeado as redes sociais digitais, o trabalho em questão investiga de que maneira e com quem ativistas gordas(os) interagem nesse espaço virtual. Apropriando-se da teoria sociológica de Norbert Elias, entende-se que há redes de interdependências imbricadas nessa dinâmica de ativistas anti-gordofobia. Dessa forma, acessando conteúdos produzidos nos sites de redes sociais (SRS), especialmente Instagram e Facebook, a pesquisa direciona seu olhar para os discursos, atividades e mobilizações que circundam tais redes sociais. Partindo dos apontamentos dos(as) ativistas a respeito do significado de gordofobia e gordofobia médica, ao longo deste trabalho serão analisadas publicações, comentários, notícias e lives que, de alguma maneira, abordam questões relacionadas ao corpo gordo, obesidade e gordofobia, em uma tentativa de compreender a construção desses discursos e a mensagem que está sendo transmitida pelos grupos ativistas e grupos de profissionais da saúde - os quais desempenham papel fundamental na formação de pré-noções relacionados à obesidade, assim como na disseminação de conhecimento científico, essencial para os cuidados com a saúde da população. Diante do que foi exposto, o trabalho buscou, por meio de observação silenciosa - ou lurking (Orgadi, 2009) - aprofundar-se nessa dinâmica de disputas discursivas provenientes do ativismo gordo. Ressalta-se que, devido a pandemia da COVID-19, o debate sobre gordofobia foi intensificado, considerando que a comunidade biomédica declarou a obesidade uma comorbidade que aumenta o risco de uma pessoa desenvolver quadros mais severos da doença. Assim, também cabe a este trabalho discutir e analisar os impactos da COVID-19, e seus subsequentes eventos, no debate sobre corpo gordo e saúde ocorridos durante a realização desta pesquisa.
As a result of the growing debate on fatphobia - violence and prejudice directed at fat people - and health, which has permeated digital social networks, the work in question investigates how and with whom fat activists interact in this virtual space. Informed by Norbert Elias´s sociological framework, the focus is on the interdependence networks imbricated in this dynamic of anti-fatphobia activists. Thus, accessing content produced on social networking sites (SRS), especially Instagram and Facebook, the research directs its gaze to the discourses, activities, and mobilizations surrounding such social networks. Starting from the understanding of activists on fatphobia and medical fatphobia, this work will analyze publications, comments, news and lives that somehow address issues related to the fat body, obesity, and fatphobia, in an attempt to understand the construction of these discourses and the message being transmitted by activist groups and groups of health professionals - both of whom play a key role in the formation of pre-notions related to obesity, as well as in the dissemination of scientific knowledge, essential for the health care of the population. Given the above, the work sought, through silent observation - or lurking (Orgadi, 2009) - to delve into this dynamic of discursive disputes arising from fat activism. It is noteworthy that, due to the pandemic of COVID-19, the debate about fatphobia intensified, considering that the biomedical community declared obesity comorbidity - which increases the risk of a person developing more severe pictures of the disease. Thus, it is also up to this work to discuss and analyze the impacts of COVID-19, and its subsequent events, on the debate about fat body and health, which occurred during this research.
Descrição
Citação
CORTEZ, Elisa de Moraes. Interdependências sociais e disputas no ciberespaço: uma análise do ativismo gordo. 2023. 104 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH), Universidade Federal de São Paulo, Guarulhos, 2023.