Influência do tamanho corpóreo sobre as taxas de aquecimento e resfriamento em lagartos Tropidurus montanus e Eurolophosaurus nanuzae (Squamata: Tropiduridae)

Imagem de Miniatura
Data
2023-06-30
Autores
Espelho, Barbara Bortoletto [UNIFESP]
Orientadores
Carvalho, José Eduardo [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
In ectothermic vertebrates, behavioral thermoregulation enables maintenance of body temperature within a certain interval in which various physiological activities are optimized. In lizard, for example, the foraging and reproduction are influenced by the choice of appropriate temperatures in the environment, either by exposing the body (or part of it) to direct or reflected solar radiation, or by contact with the heated substrate. Thus, heating and cooling rates can be determinants of ability to thermoregulate. To better understand the effects of body size of these animals on heat exchange with the environment, in this work we investigated whether smaller lizards of to heliothermic species (Tropidurus montanus and Eurolophosaurus nanuzae, Tropiduridae) exchange heat with the environment faster than larger lizards. We use measurements of heating and cooling rates as a proxy for thermoregulatory capacity in adult subjects of different body sizes. In the end, we can verify whether the thermoregulatory capacity can be explained by the body size of these lizards.
Nos vertebrados ectotérmicos, a termorregulação comportamental possibilita a manutenção da temperatura corpórea dentro de um determinado intervalo no qual as diversas atividades fisiológicas são otimizadas. Em lagartos, por exemplo, o forrageamento e a reprodução são influenciados pela escolha de temperaturas adequadas no ambiente, seja pela exposição do corpo (ou parte dele) à radiação solar direta ou refletida, ou por contato com o substrato aquecido. Assim, as taxas de aquecimento e de resfriamento podem ser fatores determinantes da capacidade para a termorregulação. Para compreender melhor os efeitos do tamanho corpóreo desses animais sobre a troca de calor com o ambiente, neste trabalho investigamos se lagartos menores de duas espécies heliotérmicas (Tropidurus montanus e Eurolophosaurus nanuzae, família Tropiduridae) trocam calor com o ambiente mais rapidamente do que os lagartos maiores. Utilizamos as medidas das taxas de aquecimento e resfriamento como proxy da capacidade termorregulatória em indivíduos adultos de diferentes tamanhos corpóreos. Ao final, poderemos verificar se a capacidade termorregulatória pode ser explicada pelo tamanho corpóreo desse lagarto.
Descrição
Citação
Influência do tamanho corpóreo sobre as taxas de aquecimento e resfriamento em lagartos Tropidurus montanus e Eurolophosaurus nanuzae (Squamata: Tropiduridae)