Influência da extensão da artrodese lombossacra nos resultados clínicos e funcionais

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012-01-01
Autores
Gotfryd, Alberto Ofenhejm
Henriques, Guilherme Galito
Poletto, Patrícia Rios [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVE: Investigate the influence of the extent of posterolateral lumbosacral fusion and its impact on clinical and functional results. METHODS: We evaluated 22 patients with central or foraminal stenosis or lumbar disc herniation associated with segmental instability that underwent to surgery for nerve decompression and posterolateral arthrodesis. Patients were divided into two groups according to the number of levels fused: Group 1: fusion at one level and Group 2: fusion of two or more levels. Patients completed questionnaires regarding postoperative follow-up (use of analgesic medications and treatment satisfaction) and visual analog scale for lumbar pain and sciatica. Moreover, the questionnaires Oswestry and SF-36 were administered to assess quality of life. RESULTS: SF-36 showed good levels of quality of life in both groups, except the field Physical Aspects. There was no significant correlation between the extent of the arthrodesis and clinical outcomes. CONCLUSIONS: Patients who underwent posterolateral arthrodesis showed satisfactory quality of life, except for a decrease of physical fitness. However, the higher number of levels fused did not have negative impact on clinical and functional aspects.
OBJETIVO: Investigar la influencia del grado de la fusión posterolateral lumbosacral y su impacto en los resultados clínicos y funcionales. MÉTODOS: Se evaluaron 22 pacientes con estenosis central, foraminal o hernia de disco lumbar, asociadas a inestabilidad segmentaria; se sometieron a cirugía para la descompresión neural y la artrodesis posterolateral. Los pacientes fueron divididos en dos grupos según el número de niveles fusionados: Grupo 1: la fusión en un nivel, y Grupo 2: la fusión en dos o más niveles. Los pacientes completaron cuestionarios sobre seguimiento posoperatorio (uso de medicamentos analgésicos y satisfacción con el tratamiento) y la escala analógica visual para el dolor lumbar y la ciática. Por otra parte, se aplicaran los cuestionarios Oswestry y SF-36 para evaluar la calidad de vida. RESULTADOS: El SF-36 mostró resultados de buenos niveles de calidad de vida en ambos grupos, excepto en el campo Aspectos Físicos. No hubo correlación significativa entre la magnitud de la artrodesis y los resultados clínicos. CONCLUSIONES: Los pacientes que fueron sometidos a artrodesis posterolateral mostraron calidad de vida satisfactoria, con excepción de disminución de la aptitud física. Sin embargo, el mayor número de niveles fusionados no tuvo un impacto negativo en los aspectos clínicos y funcionales.
OBJETIVO: Verificar a influência da extensão da fusão póstero-lateral lombossacra e seu impacto nos resultados clínicos e funcionais. MÉTODOS: Foram avaliados 22 pacientes portadores de estenose central, foraminal ou hérnia de disco lombar, associadas a instabilidade segmentar, submetidos ao tratamento cirúrgico para a descompressão neural e artrodese póstero-lateral. Os pacientes foram divididos em dois grupos, de acordo com quantidade de níveis artrodesados: Grupo 1: fusão em um nível e Grupo 2: fusão em dois ou mais níveis. Os pacientes preencheram questionários referentes ao acompanhamento pós-operatório (uso de medicamentos analgésicos e satisfação com o tratamento) e escala analógica visual de dor lombar e ciática. Além disto, foram aplicados os questionários Oswestry e SF-36 para avaliação da qualidade de vida. RESULTADOS: Os resultados do SF-36 mostraram bons níveis de qualidade de vida em ambos os grupos, com exceção do domínio Aspectos Físicos. Não houve correlação significativa entre a extensão da artrodese e os desfechos clínicos. CONCLUSÕES: Os pacientes submetidos à artrodese póstero-lateral apresentaram qualidade de vida satisfatória, exceto pela diminuição da aptidão física. Entretanto, o maior número de níveis artrodesados não teve impacto negativo sobre os aspectos clínicos e funcionais.
Descrição
Citação
Coluna/Columna. Sociedade Brasileira de Coluna, v. 11, n. 1, p. 13-16, 2012.