Análise do desenvolvimento de linguagem e vocabulário em relação a variáveis sociodemográficas em pré-escolares do município de Embu das Artes

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2021
Autores
Gouveia, Amanda Santiago De [UNIFESP]
Orientadores
Perissinoto, Jacy [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objective: To verify the association between language development and expressive vocabulary and socio-demographic variables of preschoolers, namely: gender, age and education of the child; maternal age and schooling and monthly family income. Methods: Cross-sectional population study of 158 preschoolers aged 4.0 to 6.0 years. The Expressive Vocabulary Assessment List, Child Test and Naming and the Language Development Assessment were used. The Mann-Whitney non-parametric test was used to compare groups of numerical variables, the chi-square test to verify the degree of relationship between variables, the Spearman correlation coefficient to measure the degree of association between variables and the Kruskal-wallis to compare groups of numerical variables. Results: It was significant (p <0.05) for all tests. There was a significant difference for the child's age, that is, the older the better the development of expressive language. The development of expressive language was more altered in males. The development of global oral language according to the ADL was related to the child's age. The development of global language is related to the child's sex and education. The child's age and monthly income are directly related to vocabulary development. Children with more years of schooling had a gross score, in vocabulary, higher than less educated children. The child's age showed an indirect relationship with the semantic field “Places”, the maternal age showed an indirect relationship with the semantic field “Environment” and the monthly family income showed a direct relationship with the semantic fields “Body Parts, Objects, People, Vehicle and Modifiers ”. The female sex showed a direct relationship with the semantic field "Parts of the Body". Conclusion: The child's sex is directly related to his development of receptive, expressive and global language and to the development of vocabulary. The child's age and education also showed a direct relationship with the development of expressive and global language, as well as with lexical development. The female sex was positively related to the scores of language (receptive, expressive and global) and expressive vocabulary. The age of 5 years showed a positive relationship greater than the age of 4 years. Monthly income and maternal age maintained direct relationships, albeit weak, with the vocabulary development of preschoolers in this sample.
Objetivo: Verificar a associação entre o desenvolvimento de linguagem e do vocabulário expressivo e as variáveis sociodemográficas de pré-escolares sendo elas: sexo, idade e escolaridade da criança; idade e escolaridade materna e renda familiar mensal. Métodos: Estudo transversal de caráter populacional de 158 pré-escolares de 4,0 a 6,0 anos de idade. Utilizou-se a Lista de Avaliação do Vocabulário Expressivo, Teste Infantil de Nomeação e a Avaliação do Desenvolvimento da Linguagem. Utilizou-se o teste não paramétrico de Mann-Whitney para comparar os grupos de variáveis numéricas, o teste qui-quadrado para verificar o grau de relacionamento entre variáveis, o coeficiente de correlação de Spearman para medir o grau de associação entre variáveis, o teste de Kruskal-wallis para comparar grupos de variáveis numéricas, Regressão Logística com variáveis independentes e Regressão Linear Multivariada. Resultados: Foi significante (p<0,05) para todos os testes. Houve diferença significante para idade da criança, ou seja, quanto mais velha melhor o seu desenvolvimento de linguagem expressiva. O desenvolvimento da linguagem expressiva mostrou-se mais alterado no sexo masculino. O desenvolvimento da linguagem oral global, segundo o ADL, mostrou relação com a idade da criança. O desenvolvimento da linguagem global está relacionado ao sexo e à escolaridade da criança. A idade da criança e a renda mensal têm relação direta com o desenvolvimento do vocabulário. As crianças com mais tempo de escolaridade apresentaram escore bruto, em vocabulário, maior que as crianças menos escolarizadas. A idade da criança mostrou relação indireta com o campo semântico “Lugares”, a idade materna mostrou relação indireta com o campo semântico “Ambiente” e a Renda mensal familiar mostrou relação direta com os campos semânticos “Partes do Corpo, Objetos, Pessoas, Veículo e Modificadores”. O sexo feminino mostrou relação direta com o campo semântico “Partes do Corpo”. Conclusão: O sexo feminino esteve positivamente relacionado às pontuações de linguagem (receptiva, expressiva e global) e de vocabulário expressivo. A idade e a escolaridade da criança também mostraram relação direta com o desenvolvimento da linguagem expressiva e global, bem como com o desenvolvimento lexical. A idade de 5 anos mostrou relação positiva maior do que a idade de 4 anos. A renda mensal e a idade materna mantiveram relações diretas, ainda que fracas, com o desenvolvimento de vocabulário dos pré-escolares desta amostra.
Descrição
Citação