Demodex folliculorum on the eyelash follicule of diabetic patients

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2011-12-01
Autores
Yamashita, Letícia Satsiê Fátima de Freitas [UNIFESP]
Cariello, Angelino Julio [UNIFESP]
Geha, Nahin Mohamed Ali [UNIFESP]
Yu, Maria Cecilia Zorat [UNIFESP]
Hofling-Lima, Ana Luisa [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
PURPOSE: To compare the prevalence of Demodex folliculorum on the eyelashes of patients with proliferative diabetic retinopathy and healthy voluntaries. METHODS: Type 2 diabetic patients with proliferative retinopathy and age- and gender-matched healthy voluntaries (group control) underwent a slit lamp examination which three eyelashes containing cylindrical dandruff were removed from each lid by fine forceps. The lashes were dyed with fluorescein and the presence of Demodex folliculorum was verified by direct visualization under a light microscope. The mites were recognized based on its morphology and peculiar movement. The results were expressed in positive when at least one mite on one lash was found and negative when no mite was identified. The Chi-square test was used for comparing mites' presence in both groups. RESULTS: Forty-two patients were included in each group. The age ranged from 50 to 60 years old, with a mean of 56.4 ± 5.2 years. The male:female ratio was 0.6:1. There was no statistically significant difference with regard to age and gender in both groups (p>0.05). Demodex folliculorum was significantly more prevalent in diabetic patients (54.8%) than in control patients (38.1%) (p=0.048). CONCLUSION: Demodex folliculorum was more prevalent in diabetic patients than in healthy voluntaries, independently of gender and age.
OBJETIVO: Comparar a prevalência de Demodex folliculorum nos cílios de pacientes com retinopatia diabética proliferativa e voluntários normais. MÉTODOS: Pacientes com diabetes mellitus tipo 2 apresentando retinopatia proliferativa e voluntários normais com mesma distribuição de sexo e idade (grupo controle) foram submetidos a exame em lâmpada de fenda. Três cílios com secreção em colarete foram removidos de cada pálpebra com pinça delicada. Os cílios foram corados com fluoresceína e a presença de Demodex folliculorum foi verificada por visualização direta através de microscópio de luz. As larvas foram reconhecidas baseadas em sua morfologia e movimentos peculiares. Os resultados foram expressos em positivo quando foi encontrada pelo menos uma larva em um cílio e negativo quando nenhuma larva foi encontrada. O teste de Chi quadrado foi utilizado para comparar a presença das larvas nos dois grupos. RESULTADOS: Quarenta e dois pacientes foram incluídos em cada grupo. A idade variou de 50 a 60 anos com média de 56,4 ± 5,2 anos. A relação masculino:feminino foi de 0,6:1. Não houve diferença estatisticamente significante com relação ao sexo e idade entre os dois grupos (p>0,05). Demodex folliculorum foi significantemente mais prevalente em pacientes com diabetes (54,8%) que no grupo controle (38,1%) (p=0,048). CONCLUSÃO: Demodex foliculorum foi mais prevalente em pacientes diabéticos que em voluntários normais, independentemente do sexo e da idade.
Descrição
Citação
Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 74, n. 6, p. 422-424, 2011.