Differences in drinking patterns between men and women in Brazil

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2011-12-01
Autores
Wolle, Cynthia de Carvalho [UNIFESP]
Sanches, Marcos
Zilberman, Monica Levit
Caetano, Raul
Zaleski, Marcos [UNIFESP]
Laranjeira, Ronaldo [UNIFESP]
Pinsky, Ilana [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVE: To examine sex differences in alcohol consumption according to age groups, and to assess gender and age effects on several aspects of alcohol consumption patterns. METHOD: Based on a Brazilian nationwide representative sample (n = 3,007), we analysed the differences in drinking patterns between genders. We also assessed the effects of gender, age, and gender by age interaction for alcohol consumption dimensions (frequent drinking, usual intake, binge drinking, and frequent binge drinking), using logistic and negative binomial regression models. RESULTS: Gender, age, and gender by age interaction had significant effects on the predictive models for all studied drinking patterns, except for the 'usual' dosage. The effect of gender on drinking patterns varies with age. While gender has a greater effect in older age groups, the difference between men and women decreased in the younger age groups. CONCLUSIONS: Gender convergence regarding alcohol use is a trend that might be influenced by environmental factors and should be addressed in prevention and treatment programs, as well as in public health policies.
OBJETIVO: Avaliar as diferenças nos padrões de consumo de álcool entre os gêneros de acordo com as faixas etárias e avaliar os efeitos do gênero e da idade em diversos aspectos do padrão de consumo de bebidas alcoólicas. MÉTODO: Com base em amostra representativa da população brasileira (n = 3.007), nós avaliamos as diferenças nos padrões de consumo de álcool entre os gêneros. Nós também avaliamos os efeitos do gênero, da idade e da interação entre gênero e idade nas dimensões do consumo de álcool (consumo frequente, dose usual, consumo em binge e consumo frequente em binge), com uso de modelos de regressão logística e regressão binomial negativa. RESULTADOS: O gênero, a idade e a interação entre gênero e idade tiveram efeitos significantes nos modelos preditivos para todos os padrões de consumo estudados, com exceção da dose usual. O efeito do gênero ao longo das faixas etárias varia com a idade. Enquanto o gênero teve um efeito maior nas faixas etárias mais velhas, a diferença entre homens e mulheres diminuiu nas faixas etárias mais novas. CONCLUSÕES: A convergência entre os gêneros no que se refere ao uso de álcool é uma tendência que pode ser influenciada por fatores ambientais e deveria ser focada nos programas de prevenção e tratamento assim como nas políticas públicas.
Descrição
Citação
WOLLE, Cynthia de Carvalho et al . Differences in drinking patterns between men and women in Brazil. Rev. Bras. Psiquiatr., São Paulo , v. 33, n. 4, p. 367-373, dez. 2011
Coleções