Efeito das técnicas osteopáticas sobre a pressão intraocular

Imagem de Miniatura
Data
2023-04-03
Autores
Borges, Rodolfo Amoroso [UNIFESP]
Orientadores
Conte, Marcelo [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivos: Verificar variação aguda da pressão intraocular (PIO) após a realização de técnicas osteopáticas. Métodos: Foram selecionados sete voluntários de ambos os gêneros entre 19 e 47 anos e com pressão intraocular entre 9 e 21mmHg. Todos os voluntários foram submetidos, aleatoriamente, a três intervenções: Intervenção Controle (IC), Intervenção Experimental 1 (IE1) e Intervenção Experimental 2 (IE2). No IC, o voluntário ficou deitado na maca por 5 minutos. No IE1, o voluntário recebeu 2 manipulações das vértebras da região da cervical alta (C1 e C2), uma para cada lado de rotação e no IE2, o voluntário recebeu uma manipulação indireta do gânglio esfenopalatino bilateralmente por via oral. A PIO foi medida, utilizando Tonômetro de Perkins, em ambos os olhos antes dos procedimentos e logo em seguida de cada procedimento. Resultados: Para a análise estatística, foi realizada a Análise de Variância (ANOVA) em blocos. Houve diferença estatística entre os tratamentos (pré x IE1 x IE2 x IC) para o olho direito (OD) (p<0,001) e olho esquerdo (OE) (p<0,001). Os valores médios da PIO pré-intervenção para o OD foi de 11,424±2,44 e para o OE, 11,571±2,225, a média da PIO pós IE1 para o OD foi de 9,714±2,289 e para o OE de 9,286±1,604, a média da PIO pós IE2 para o OD foi de 9,857±2,116 e para o OE de 9,857±2,268 enquanto que a média da PIO do IC para o OD foi de 11,286±2,563 e para o OE de 11±1,633. Conclusão: As técnicas osteopáticas se mostraram eficazes na diminuição aguda da pressão intraocular de ambos os olhos.
Objectives: To verify the acute variation of intraocular pressure (IOP) after performing osteopathic techniques. Methods: Seven volunteers of both genders between 19 and 47 years old and with intraocular pressure between 9 and 21mmHg were selected. All volunteers were randomly submitted to three interventions: Control Intervention (CI), Experimental Intervention 1 (EI1) and Experimental Intervention 2 (EI2). In the CI, the volunteer layed down on the couch for 5 minutes. In IE1, the volunteer received 2 manipulations of the vertebrae of the upper cervical region (C1 and C2), one for each side of rotation and in IE2, the volunteer received an indirect manipulation of the sphenopalatine ganglion bilaterally orally. IOP was measured, using a Perkins Tonometer, in both eyes before the procedures and immediately after each procedure. Results: For statistical analysis, Analysis of Variance (ANOVA) was performed in blocks. There was a statistical difference between treatments (pre x EI1 x EI2 x CI) for the right eye (RE) (p<0.001) and left eye (LE) (p<0.001). The mean pre-intervention IOP values for the RE was 11,424±2.44 and for the LE, 11,571±2.225, the mean post IE1 IOP for the RE was 9,714±2.289 and for the LE was 9,286±1.604, the mean IOP post IE2 for the RE was 9.857±2.116 and for the LE 9.857±2.268 while the mean IOP of the CI for the RE was 11.286±2.563 and for the LE 11±1.633. Conclusion: Osteopathic techniques proved to be effective in the acute reduction of intraocular pressure in both eyes.
Descrição
Citação