Impacto do gênero feminino na carreira dos egressos de Engenharia Química da UNIFESP

Imagem de Miniatura
Data
2022-12-13
Autores
Oliveira, Rafaela de [UNIFESP]
Orientadores
Bresolin, Iara Rocha Antunes Pereira [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Toda sociedade é dividida em gênero masculino e gênero feminino e além das diferenças biológicas que esses gêneros carregam, ao passar dos anos o gênero feminino sofre discriminação em diversos aspectos. Neste estudo, foi avaliado o impacto do gênero no desenvolvimento profissional e na carreira de homens e mulheres egressos do curso de Engenharia Química da Universidade Federal de São Paulo, campus Diadema. A partir da relação de todos os 550 formados na Unifesp entre os anos de 2011 e 2021, foram entrevistados via um formulário com 45 questões que abordam os temas Demografia, Período de Graduação, Ingresso no Mercado de Trabalho e Desenvolvimento Profissional e Carreira. O formulário foi aplicado via Google Forms e os participantes foram convidados a participar da pesquisa via redes sociais. A análise teve intervalo de confiança de 95%, com a participação de 232 egressos, destes 118 homens e 114 mulheres. Deste modo, foi possível verificar que a carreira de homens e mulheres que se formam em Engenharia Química na Unifesp não necessariamente traçam a mesma jornada, todavia foi possível identificar a grande representatividade de mulheres no curso e no mercado de trabalho. Sendo assim, a universidade pode ser um importante agente de mudança desde o início da carreira dos discentes e estas ações dentro do ambiente acadêmico podem impactar diretamente a carreira que os egressos do curso traçam.
Every society is divided into male and female genders and in addition to the biological differences that these genders carry, over the years the female gender suffers discrimination in several aspects. In this study, the impact of gender on the professional and career development of men and women who graduated from the Chemical Engineering course at the Federal University of São Paulo, Diadema campus, was evaluated. Based on the list of all 550 Unifesp graduates between 2011 and 2021, they were interviewed using a form with 45 questions that address the themes Demography, Graduation Period, Entry into the Labor Market and Professional Development and Career. The form was applied via Google Forms and participants were invited to participate in the survey via social networks. The analysis had a confidence interval of 95%, with the participation of 232 graduates, of whom 118 were men and 114 were women. In this way, it was possible to verify that the careers of men and women who graduate in Chemical Engineering at Unifesp do not necessarily trace the same journey, however it was possible to identify the great representation of women in the course and in the labor market. Therefore, the university can be an important agent of change from the beginning of the students' careers and these actions within the academic environment can directly impact the career that the graduates of the course trace.
Descrição
Citação