O Brincar e a Atuação da Terapia Ocupacional em Cuidados Paliativos na Infância: desafios e potencialidades

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2023-01-11
Autores
Silva, Karolina Conceição da [UNIFESP]
Orientadores
Silva, Carla Cilene Baptista da [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introdução: A Organização Mundial da Saúde conceitua cuidados paliativos (CP) como uma abordagem que tem por objetivo o bem estar e comodidade de pacientes, sejam eles adultos ou crianças, que estejam em condições de doenças limitadoras da vida. Uma das bases do CP é oferecer uma rede de apoio que auxilie o paciente a viver o mais ativamente até a morte. O brincar para crianças hospitalizadas, é uma importante estratégia de mantê-la em contato com atividades que ela já praticava e lhe são atrativa. Objetivo: Compreender como o brincar é utilizado por terapeutas ocupacionais em cuidados paliativos de crianças hospitalizadas. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativo, de cunho descritivo e exploratório, que teve como finalidade compreender as relações entre a atuação da terapia ocupacional, os cuidados paliativos na infância e o brincar. Participaram da pesquisa 9 terapeutas ocupacionais. O instrumento de coleta de informações foi a entrevista semi estruturada. Para tanto, foi utilizado um roteiro de questões norteadoras. Todas as entrevistas foram gravadas, e posteriormente, transcritas para organização e análise de conteúdo temático dos dados. Resultados: Com esta pesquisa, a partir das categorias que emergiram das entrevistas foi possível compreender quais abordagens são utilizadas por terapeutas ocupacionais no tratamento de crianças hospitalizadas que estejam em cuidados paliativos, relacionar com a literatura da área identificar como os profissionais utilizam do brincar na intervenção terapêutica. Considerações finais: Estar envolvido em atividades significativas, colabora diretamente na adaptação, trocas de experiência e processo de adoecimento. As práticas relatadas pelas TOs elucidaram um trabalho sensível que vai além da prática clínica, com um olhar holístico que preza pela liberdade das crianças em poder escolher do que brincar e como brincar, de ter suas vontades preservadas na medida do possível, colaborando assim para o exercício da autonomia e independência.
Descrição
Citação
SILVA, Karolina Conceição da. O Brincar e a Atuação da Terapia Ocupacional em Cuidados Paliativos na Infância: desafios e potencialidades. 2023. 41 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Terapia Ocupacional) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2023.