A agenda de política externa da Era Trump e a governança global-multilateral (2017/2020)

Imagem de Miniatura
Data
2023
Autores
Lima, Thalia Cristina Vieira [UNIFESP]
Orientadores
Pecequilo, Cristina Soreanu [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Como parte da tendência mundial de ascensão de governos à extrema direita, Donald Trump chegou à presidência dos Estados Unidos, em 2017, capitalizando as debilidades do sistema político norte-americano e incorporando-as ao seu discurso antissistema. Durante o seu mandato, o republicano implementou uma agenda de política externa pautada na sua lógica de “America First”, em que os Estados Unidos foram colocados em primeiro lugar, enquanto todo o resto, incluindo aliados estratégicos, ficaram em segundo plano. A opção por uma estratégia protecionista e unilateral, assim como a aversão aos acordos multilaterais, retiraram a credibilidade da hegemonia. Outros polos fortaleceram-se e surgiram como alternativa à liderança estadunidense, reverberando a ideia de que a ordem internacional liberal está em declínio e Trump desempenhou o papel de acelerar este processo. Neste contexto, o governo do republicano seguiu por um caminho isolacionista, condicionando o sistema internacional à uma realidade instável em que as instituições internacionais são contestadas. Apesar da vitória de Joe Biden nas eleições de 2020, que evidenciam a insatisfação dos norte-americanos em relação às políticas trumpistas, os retrocessos gerados pela administração Trump indicam grandes desafios para a gestão do democrata e implicam novas dinâmicas para o contexto mundial. Trump criou uma nova realidade, para os Estados Unidos e para o mundo, ao negligenciar muitas questões latentes. A sua agenda de política externa pode ser definida, não apenas como inconsistente, mas também é tida como um fracasso, dada a não reeleição do republicano. Por esses motivos, estudar a Era Trump é entender as novas dinâmicas criadas pelo político e as inferências das políticas implementadas, ao decorrer desses longos quatro anos. O objetivo deste artigo é analisar as diretrizes e impactos da agenda de política externa da Era Trump, abarcando suas implicações quanto às dinâmicas da governança global. O presente estudo visou a realização de uma pesquisa de natureza pura do tipo descritiva e explicativa, a partir de revisão bibliográfica e documental, e abordagem qualitativa.
Descrição
Citação
LIMA, Thalia Cristina Vieira. A agenda de política externa da Era Trump e a governança global-multilateral (2017/2020). 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Política, Economia e Negócios, Osasco, 2023..