ESG, mudanças climáticas e novos paradigmas para os negócios e consumo

Imagem de Miniatura
Data
2022-12-14
Autores
Cruz, Aline da Silva [UNIFESP]
Orientadores
More, Rodrigo Fernandes [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Desde a Revolução Industrial, as atividades humanas se intensificaram e trouxeram inúmeras implicações, que culminaram nas mudanças climáticas, devido, principalmente, ao aumento das emissões de gases de efeito estufa (GEE). Para mitigar tais efeitos e garantir que as futuras gerações tenham acesso aos recursos essenciais para sua sobrevivência, cunhou-se o chamado “desenvolvimento sustentável”, por meio do qual diversos acordos internacionais propuseram metas de redução de danos. Devido à dificuldade de se adequar às reduções, as metas tem sido constantemente revistas e adiadas. A partir do surgimento do acrônimo ESG – Environmental, Social and Governance –, uma grande movimentação no mercado financeiro se iniciou trazendo investimentos às empresas que se comprometem com as questões dos impactos ambientais e sociais que ocasionam, além da transparência e gestão anticorrupção. No entanto, inúmeras empresas têm apresentado dificuldades em implantar as práticas ESG, o que tem resultado em relatórios com dados criticamente omissos, que destacam apenas os pontos positivos e que muitas vezes não contemplam os três princípios, incorrendo no chamado greenwashing. O setor da indústria de petróleo e gás, um dos maiores contribuintes das emissões de GEE e, consequentemente, das mudanças climáticas, tem, portanto, um grande desafio de adequação ao ESG, especialmente com relação ao E. Dentre as metas propostas nos acordos, a transição energética para fontes renováveis em detrimento das oriundas de combustíveis fósseis, compromete, a longo prazo, a atuação do setor, que necessita investir também nessa diversificação, além da compensação das suas atividades. Assim sendo, o presente trabalho tem por objetivo compreender melhor o ESG e analisar estudos de casos de sucesso de diferentes empresas que adotam tais práticas, além de propor possíveis meios de adequação ao ESG.
Descrição
Citação
CRUZ, Aline da Silva. ESG, mudanças climáticas e novos paradigmas para os negócios e consumo. 2022. 28 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Mar) - Instituto do Mar, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2022.