Divulgação científica sobre as três espécies mais populares de maracujá (Passiflora edulis Sims, Passiflora alata Curtis e Passiflora incarnata L.) no Brasil

Imagem de Miniatura
Data
2022-12-20
Autores
Oliveira, Amanda Sayuri Toma [UNIFESP]
Orientadores
Rodrigues, Eliana [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O uso, na forma medicinal de plantas, ainda possui muitas lacunas, que se estendem desde a falta de ciência quanto às suas propriedades até a concepção de que o uso de qualquer produto natural está associado apenas a benefícios. O gênero Passiflora abrange uma riqueza de mais de 500 espécies de maracujá, com muitas delas nativas e de imensurável importância ao Brasil. As Passiflora alata Curtis, P. incarnata L. e P. edulis Sims são as espécies mais relevantes de maracujazeiros. O presente trabalho buscou realizar um levantamento de dados relacionando os aspectos: botânicos, geográficos, históricos, culturais, farmacológicos e toxicológicos dessas três espécies de maracujá, com ênfase nos efeitos ansiolíticos e/ou hipnóticos, a partir de revisões bibliográficas. A partir disso, produziu-se um audiovisual de divulgação científica, com enfoque nas atividades ansiolíticas e/ou hipnóticas de P. alata e P. edulis. Realizou-se uma pesquisa bibliográfica do tipo booleana, utilizando artigos de revisão, por meio de critérios de inclusão e exclusão, através dos nomes científicos como elementos de busca para cada espécie. Foram obtidos 22 artigos de revisão, que em conjunto dos dados oficiais brasileiros da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e do Ministério da Saúde levantaram dados relacionando as atividades ansiolíticas e hipnóticas, e consequentemente sua toxicidade. Os resultados mostraram que as 3 espécies praticamente não foram testadas em animais e humanos, sendo assim insuficientes para comprovar a efetividade e a segurança das três plantas. A Farmacopeia Brasileira cita P. edulis e P. alata como oficiais em razão de suas atividades ansiolíticas, orientando que utilizem a folha, porém as pesquisas mostram que outras partes da planta também foram eficientes contra a ansiedade e problemas relacionados ao sono. Outros princípios ativos também foram encontrados para as três plantas, necessitando de maior investigação conjuntamente. A partir das informações encontradas, acerca da atividade ansiolítica, filtrou-se as mais relevantes para a produção do roteiro com posterior levantamento de imagens e sons e elaboração do audiovisual. O vídeo foi disponibilizado no canal do Centro de Estudos Etnobotânicos e Etnofarmacológicos (CEE) do YouTube.
The use of medicinal plants still has many gaps which extend from the lack of scientific evidence regarding their properties to the conception that the use of any natural product is only associated with benefits. The genus Passiflora encompasses a wealth of more than 500 species of passion fruit, with many of them native and of immeasurable importance to Brazil. Passiflora alata Curtis, P. incarnata L. and P. edulis Sims are the most relevant species of passion fruit. The present work sought to carry out a data survey relating the botanical, geographic, historical, cultural, pharmacological and toxicological aspects of these three passion fruit species, with emphasis on anxiolytic and/or hypnotic effects, based on bibliographic reviews. From this, an audiovisual midia was produced, focusing on the anxiolytic and/or hypnotic activities of P. alata and P. edulis. A boolean literature search was carried out, using review articles through inclusion and exclusion criteria through scientific names as search elements for each species. 22 review articles were obtained and analysed together with official Brazilian data from the National Health Surveillance Agency (ANVISA) and the Ministry of Health. The collected data relating anxiolytic and hypnotic activities, and consequently their toxicity. The results showed that the 3 species were practically not tested in animals and humans, thus being insufficient to prove the effectiveness and safety of the three plants. The Brazilian Pharmacopoeia cites P. edulis and P. alata as official because of their anxiolytic activities, advising the use of the leaf, but research shows that other parts of the plant were also efficient against anxiety and sleep-related problems. Other active principles were also found for the three plants, requiring further joint investigation. From the information found about the anxiolytic activity, the most relevant ones for the production of the script were filtered with subsequent survey of images and sounds and elaboration of the audiovisual midia. The video was made available on the YouTube channel of the Center for Ethnobotanical and Ethnopharmacological Studies (CEE).
Descrição
Citação