Propedêutica multimodal em disfunção do cristalino: aplicações clínicas

Imagem de Miniatura
Data
2022-11-22
Autores
Haddad Neto, Jorge Selem [UNIFESP]
Orientadores
Ambrósio Júnior, Renato [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O termo “síndrome disfuncional do cristalino” tem sido mais aceito em Oftalmologia e engloba as mudanças naturais devido ao envelhecimento do cristalino. A evolução dos dispositivos diagnósticos tem sido fator fundamental para melhor estadiamento, compreensão e caracterização dessas alterações. Mesmo com esses avanços tecnológicos e uso de classificações subjetivas, como o sistema de classificação de opacidade do cristalino III, um estadiamento objetivo da síndrome da disfunção lenticular (DLS) precoce ainda não foi estabelecido. Em uma revisão de literatura, propomos uma nova classificação e estadiamento. A aberrometria ocular total e o índice de superfície ocular, associado a densitometria do cristalino medido pelo sistema de Scheimpflug, mostraram-se instrumentais na detecção da DLS precoce. Embora estadiamentos tenham sido propostos na literatura, nenhum foi reconhecido até o momento. Após o diagnóstico da DLS, decidido pela cirurgia refrativa do cristalino, são necessárias medidas pré-operatórias para o cálculo do valor dióptrico da lente intraocular (LIO), a fim de haver menor ocorrência de erros na definição da dioptria (D) da LIO a ser implantada. Até mesmo fatores que impedem uma boa medida biométrica, como a doença do olho seco (DOS), apresenta desafios durante a cirurgia de catarata, uma vez que as medições biométricas pré-operatórias são altamente dependentes de uma superfície lacrimal regular e saudável. Observamos, a partir do cálculo biométrico, especialmente a ceratometria, e do papel do filme lacrimal, um bom resultado refracional no pós-cirúrgico. Esta pesquisa, além de avaliar o cristalino disfuncional e as medidas biométricas para o cálculo da LIO, também levantou fatores que influenciam no resultado da escolha adequada da LIO, a fim de analisar o estado atual da DLS a partir de uma perspectiva tecnológica, propor um novo sistema de estadiamento, comparar medidas biométricas, analisar fatores aberrométricos que influenciam o resultado visual do paciente após o implante de LIO. Desse sentido, verifica-se que uma propedêutica multimodal em DLS auxiliará na tomada de decisões na cirurgia de troca do cristalino.
Descrição
Citação